Close Menu

Busque por Palavra Chave

PSL esboça time que vai usar em 2019; Disputas internas dos partidos começam; Gelson Merisio x Júlio Garcia

Por: Weliton G. Lins
12/11/2018 10:24 - Atualizado em 12/11/2018 10:25

Força

Com o resultado do último processo eleitoral, o partido que mais se fortaleceu, entre todos que disputaram as elei­ções em Santa Catarina, foi o PSL. Elegendo 6 deputados estaduais, 4 deputados federais e o próximo governador do estado, além de quase eleger um senador, com mais de 1 mi­lhão de votos na corrida para o Senado, os comandados de Lucas Esmeraldino vão bem e sonham alto.

Líderes

Já está definido como será formada a liderança do partido em Santa Catarina. Lucas Esmeraldino, presidente, é o ca­beça pensante. Quer pra 2019, executivas formadas em todos os municípios catarinenses. Ricardo Alba, deputado estadual mais votado, estará na mesa diretora da Alesc, é um desejo dele, e também do governador.

Espaços

Completando os espaços, Felipe Estevão, deputado eleito, com forte votação no Sul do Estado, reduto eleitoral do governador, e do presidente do partido, será o líder do PSL na Alesc. Onir Mocelin, ou Coronel Mocelin, deputado bem votado em Joinville, Norte do Estado, onde seu candidato a governador também foi campeão de votos, será o líder do governo.

Que comece o jogo

Passadas as eleições, a próxima, antes de 2020, não tem nada a ver com o eleitor. É disputada dentro de casa, no am­biente interno, onde a classe política tenta se entender, e os que entraram ontem, começam a fazer parte hoje, sem saber o que será amanhã.

Renovação interna

2019 vem aí, e com o próximo ano, as eleições das exe­cutivas dos partidos. As disputas já começaram e as especu­lações também. Quem fez bonito em 2018, quer usar a moral adquirida como argumento, quem fez feio, tenta se manter.

PSD

No PSD, que teve em Gelson Merisio seu projeto de che­gada ao governo adiado, ou não, a disputa é entre Merisio e Júlio Garcia. Com 5 deputados eleitos, por enquanto o placar é 3x2 para Merisio. Júlio Garcia, bem articulado, experiente mais que todos, poderá encaminhar seu nome, ou de outro desafeto de Merisio, o deputado, por enquanto não reeleito, João Rodrigues.

MDB

No MDB, maior partido do Estado, com derrota expres­siva em 2018, ao não conseguir disputar o segundo turno, a disputa fica entre 2 grupos. O de Mauro Mariani, atual presi­dente do partido, que já se retirou da disputa, e Eduardo Pinho Moreira, atual governador, que quase foi à reeleição. Mauro tem em Carlos Chiodini seu favorito, porém, com forte força dentro do partido, Valdir Cobalchini poderia ser o nome de Pinho Moreira.

Ele quer

Acontece que, após tirar um tempo de férias, Eduardo Moreira quer voltar com a presidência do partido. Incansável, tem esse desejo. Acredita que tem a base na mão e os votos suficientes para voltar à presidência. A conferir.


Palhoça Você em Dia - Mobile
Covidômetro - Florianópolis - Julho
Alesc - Julho
Radial Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro