Close Menu

Busque por Palavra Chave

Valores e respeito

Por: Marcos Schettini
21/12/2016 09:34
(Foto: Divulgação/LÊ) (Foto: Divulgação/LÊ)

A questão do MPF ou Estadual, Juízes, desembargadores, seja de TCE ou TCU, Ministros e acusados nas redes sociais de viverem bem à custa do cidadão, não precisa apenas de uma Lava Jato respirando justiça, mas a vida da sociedade igualmente tem as mesmas necessidades de oxigênio. Bancos e instituições ligadas assaltam o trabalhador, empresário e a sociedade como um todo e não tem Justiça que faça com que todos elas vejam que precisam tomar uma deliberação imediata. A OAB deveria ser a primeira a levantar o debate em favor dos pequenos que, assaltados com o sorriso do banqueiro, rouba o emprego, fecha empresas, gera o calote em lojas e na vendinha da caderneta nos bairros. Cadê a Justiça que, calada, insensível, cruza os braços diante do que ela ignora? Está tudo errado. Não é a vida que está cara apenas, mas tudo converge para isso. A Justiça precisa jogar a favor da sociedade e não do bandido legal. Com a palavra Juízes e Promotores de Justiça em todas as instancias.

Disparate

O salário é um tapa na cara do trabalhador que, ainda mais destruído em sua existência, é cercado pelo regime que asfixia seu crescimento. As vendas baixas do Natal, como apresentado pelo Sicom na região, mostra exatamente o raciocínio.

Explodiu

O preço dos combustíveis, aumentando assustadoramente, com um litro de gasolina custando quatro reais, é o fim do mundo. Não são as coisas que são caras, o ganho do trabalhador, um assassinato permanente.

Esqueça

A economia funciona com crescimento de todos e quem, pelo consumo necessário, não supérfluo, dá garantias de funcionamento racional e do desenvolvimento. Quem é que cresce com esta baderna se não os bancos que nunca quebram?

Cadê?

O Ministério Público, tão questionado, precisa dar a atenção nacional e impedir que os bancos quebrem as empresas como elas, em sua maioria, tem ocorrido. Quando foi que um banco teve prejuízo no Brasil? O MPF não consegue enxergar isso? Só a lava Jato?

Trabalhar

Os Promotores de Justiça, em sua infinita maioria, deveriam se voltar à questão do lucro do banqueiro que está destruindo empresas em todas as direções. Pior que a Justiça ser cega, é as entidades empresariais ficarem mudas e ignorar o grito do empresário.

Socorro

Empresário é o borracheiro, pasteleiro, vendedor de cachorro-quente que, na economia informal, dá emprego e renda, prestando grandes serviços ao Brasil. São ignorados e desrespeitados pelas entidades classistas. Inverteram a luta.

Cegamente

Falam de Lava Jato, roubalheira e corrupção, mas ninguém abre a boca para questionar o lucro especulativo do banco que sufoca os pequenos investidores, o assassinato silencioso do empresário que fecha a porta na cara do Juizado.

Defensores?

A quem a Justiça defende no Brasil, se não sua própria indiferença? Lojistas e pequenas empresas fecham, e o Sebrae manda fazer gestão. Gestão com o quê? Das dívidas? Da Falta de uma Justiça e Promotoria que se silencia? Estão em favor de que?

Juros

Cartão de crédito com 12%,13%,15% que o pequeno tenta usar para dar a volta e a Justiça observa e fica calada diante do banqueiro, o assaltante legal, protegido pela Constituição falida. Por que a Justiça também não entra em Recuperação Judicial?

Recuperação

Centenas de empresas em dificuldade financeira porque os Bancos, o agiota legal, protegido pela Constituição, tem o aval da Justiça, MPF, vendo o pequeno morrendo e fica nos Fóruns tomando chimarrão ou morando bem. Assim a sociedade não aguenta.




Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Governo do Estado - Juntos somos mais fortes
Prefeitura de Palhoça - IPTU
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro