Close Menu

Busque por Palavra Chave

Editorial | Os mecanismos da Justiça

Por: LÊ NOTÍCIAS
01/02/2019 11:41

Dura lex sed lex. A Lei é dura mas é a lei. Se é assim que são caminhos para entende ser a força das determinações constitucionais, então ela deve seguir à risca. O que se entendeu de toda a confusão do enterro do irmão de Lula da Silva foi, entendida as exigências da Lei, um encaminhamento político. Isto quer dizer que, se ele, Lula, fosse ao enterro do irmão Vavá, o cenário seria de guerra.

Líder mundial, reconhecido por todos os líderes da Terra, o ex-presidente da República liderou, com força, os números das pesquisas de opinião para as eleições e, somente a forma como Sérgio Moro encaminhou sua condenação, em tempo recorde, que foi capaz de tirá-lo do processo.
Com a rapidez, o petista foi condenado em 2ª instância, assim garantindo que ficasse fora da disputa e as facilidades da eleição fossem asseguradas para a oposição. À toa não foi que, com a vitória de Jair Bolsonaro, o juiz de Curitiba foi levado à ministro da Justiça e, mais do que isso, controle total dos desfechos contra o líder de massas.
Com a morte do irmão, todos os caminhos para impedir que ele fosse se despedir foram utilizados para que não saísse da prisão. Mais do que isso, o absurdo de que o funeral fosse até uma área militar, com os familiares, faltando 20 minutos para o sepultamento, fosse a alternativa.
Obviamente que o Lula da Silva rejeitou a abertura do ministro Toffoli, justamente porque, observando-se às medidas apresentadas pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, eram para não deixar e, mais do que isso, humilhar o petista preso.
A Lei, embora concedendo, foi levada às dificuldades para não deixar que ele, uma vez livre, fosse cercado por seus líderes e impedido de voltar ao cárcere. Jogo dentro de outro, ficou claro que o cenário de fato é de guerra. A Justiça, como se vê, embora seus argumentos, joga para não deixar, nunca mais, que ele seja solto. Por quê? Sua força, capacidade de mobilização, liderança impressionante que, uma vez livre, muda, por completo, o cenário controlado por seus algozes.
Lula solto significa, em tese, que todos seus opositores estão presos. Sem meias palavras, este momento da história é para afirmar que, a lei é para quem a controla e não para quem precisa.


Palhoça Você em Dia - Mobile
Alesc - Julho
Radial Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro