Close Menu

Busque por Palavra Chave

Moisés e os problemas; Clima de guerra no MDB; PSDB abre as portas; Kennedy Nunes afiado; A aposta de Júlio Garcia

Por: Marcos Schettini
22/02/2019 11:00

A aposta de Júlio Garcia

Liderando uma Casa com os mesmos critérios políticos que desenhou em sua vida pública, o presidente da Alesc olha adiante. Está no comando de um poder com força suficiente para desenhar dividendos eleitorais nas urnas de 2020. E joga forte nesta direção. O seu chefe de gabinete é um quadro tão veloz quanto. Fiel às movimentações, Eron Giordani é o Zé Nei Ascari do momento. O agora membro do Tribunal de Contas, antes na mesma posição, foi levado a deputado estadual em um projeto que deu certo. No caso de Edegar Giordani sair da disputa em 2018, seu filho está sendo moldado para ir a Brasília em 2022. Se o raciocínio está certo, significa que ele vai ocupar o espaço de João Rodrigues. Se o ex-deputado federal voltar à ativa, o jogo é a majoritária. Se voltar para casa, Eron é a aposta. Sua desenvoltura e inteligência é nesta linha. Tudo no tempo certo, o jogo começou. Se o rapaz sabe mexer, sabe fazer, Garcia é seu tutor. Ambos traçando.



Carlos Moisés foi a Brasília bater na porta dos parceiros partidários pedindo o que todos os outros da federação também querem. Sabe das dificuldades que o país vai vivendo e já vê o cisco entrando no seu olho. Atraso de salário.

Munição
Atrasar o salário é um tremendo tiro na espinha do governo. O funcionalismo, amparado pela estabilidade, vai responder na sensibilidade da tolerância. Mas quando as coisas faltarem na mesa e as crianças chorarem, vão se armar.

Então
O fantasma do atraso salarial é algo que sempre aparece quando é o MDB quem está no governo. Na verdade, Paulo Eli, da época de Paulo Afonso, viveu os mesmos problemas. O melhor que o secretário da Fazenda pode fazer é sair antes.

Explicações
Os deputados escutaram o painel de Paulo Eli e vão afinar no entendimento e sensibilidade que dispõe, mas se puderem, vão devolver a granada. Não querem se responsabilizar. Seria mais ou menos, quem pariu Matheus que o embale.

Longe
A bancada do MDB já sabe que não tem como colocar à mesa, pior lado a lado, os deputados Moacir Sopelsa e Valdir Cobalchini com Mauro De Nadal. Não falam nada, mas seus olhares dizem tudo. A fisionomia é humana, mas o instinto é de pitbull.

Perto
Valdir Cobalcini e Moacir Sopelsa estão com os dois pés fora do partido. Os entendimentos para a saída, sem que percam mandato, é perseguição interna liderada por Mauro De Nadal e Luiz Vampiro. Marcos Vieira já abriu a porta.

Perdas
O processo dentro do PSDB é de olhar para frente. A nota assinada por Marcos Vieira é de sucesso ao ex-tucano Napoleão Bernardes, mas olham para a frente. As conversas com Cobalchini e Sopelsa serão em atrativo de leite moça.

Ganhos
Partido é assim mesmo, uns saem, outros entram. No jogo democrático, a liberdade de ida é a mesma de volta. Beto Martins não vai disputar com a deputada Geovania de Sá a presidência porque entende que a fratura, agora, é de cura.

Abate
Se a deputada federal insistir na presidência do PSDB, Beto Martins é o primeiro a levantar o voto. O peso da saída de Napoleão e possivelmente de Pavan, derrubou o ninho. Enfrentamento é fatal. Duas asas quebradas e depois o bico, é demais.

Presente
Gigante Buligon deu a camisa da Chapecoense para o governador Moisés com o número 17. Nesta altura do campeonato, a intenção do prefeito de Chapecó é boa. Resta saber se o Bombeiro vai usar como atacante ou gandula.


Eduardo Pinho Moreira, em Londres, longe do pepino que o governador, camisa 17, tem a resolver com os decretos de final de ano. O deputado Kennedy Nunes tem argumentos mastigados para reverter. É Moisés com o torniquete no pescoço.

Incansável

Kennedy Nunes é um parlamentar de movimentação e, bem mais rápido e eficiente nas redes sociais, dá aula ao modo de comunicação do adotado pelo govenador. O deputado de Joinville vai se movimentar para derrubar os decretos.



Alesc - Outubro - Mobile
Floripa - Um novo amanhã - Mobile
Essenciais de Verão
Sorria Palhoça - Mobile
Criança com Visão - Mobile
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro