Close Menu

Busque por Palavra Chave

Editorial | Mulherismo é mais forte que feminismo

Por: LÊ NOTÍCIAS
08/03/2019 15:37

A ideologia de feminismo, imposta para afirmar as conquistas das mulheres diante da sociedade machista é tão repugnante quanto o machismo que impõe sua tola superioridade sobre o sexo oposto que a história construiu entre ambos. Mais que uma mera concepção sociológica que a evolução do homem criou por circunstâncias de força sobre os desafios de se superar no domínio da natureza, isto é, de mostrar sua capacidade de enfrentar os desafios da própria sobrevivência diante da gigantesca e invisível soberania da natureza, ergueu a igualmente natural altura sobre a mulher que, dominando apenas as condições ao seu redor, manter os filhos sob os cuidados que o masculino seria incapaz, deu-se a isso o que a história, ao longo da existência, leu como superioridade masculina sobre o feminino.

Esta divisão, agora conhecida como a massacrante imposição do macho sobre a fêmea, vista como o sentimento de machismo ao dar a mulher apenas o espaço necessário de sua existência, impedindo-a de ter sua liberdade de escolhas e direções, pode até ser uma ideologia, mas é tão nefasta e pobre quanto aquilo que combate.
Na verdade, feminismo é machismo de calcinha. Quer implantar ideias que a história naturalmente criou por força de sua própria necessidade existencial. Não foi o homem quem se sobrepôs acima das mulheres em reinado e decisões, mas a natureza que dividiu-os porque, em busca da própria continuidade da espécie, deu ao macho a coragem de enfrentar a natureza desconhecida que as mulheres, por sua igual natureza, deixou-se conduzir. Não foi uma imposição, mas escolhas.
O que se precisa fazer? Dar a César o que é de César. Devolver as mulheres o que elas deixaram ter sob seu controle. Nos dias de hoje, onde tudo é conhecido até este momento de estudos sobre a existência da humanidade, é praticamente impossível não dar às mulheres o espaço que sempre foi dela.
Mulherismo é melhor que feminismo. Ser mulher, feminina e evidente em tudo, é mais convincente que ser feminista em tudo. Feminismo é uma pequena parte do mulherismo. Mulherismo é ser ela, em tudo, como deseja, como observa-se, como a outra parte coexistente. Feminismo é uma ideia, que vencida em seus propósitos, deixa-se de existir. Feminismo é parte de um todo muito mais superior.
O que se busca são ideias de respeito a tudo e todos. Igualdade de existência. Com vidas plenas de dignidade entre a humanidade. Sorrindo com sua existência reconhecida em todas as direções. Quando de fato isso ocorrer, com ambos em um só corpo, sem distinção de sexo, mas com os mesmos ideais, não haverá estas divisões de ideologias que foram impostas dentro da naturalidade e que, ao longo da história, foi aperfeiçoada como escravismo de ideias.
É hora de entender, todos como sendo, todos, a mesma pessoa. Um só corpo, uma só direção indo na busca de uma sociedade perfeita. Ai, quando chegar neste lugar, tudo cai por terra. A perfeição entre o ser, independente do sexo, não é uma questão ideológica, mas sociológica. Vencido isso, todos chegam juntos. Onde não há exploração do homem pelo homem, não há ideologias de superioridade entre humanos.


Anúncio Radial 2
Campanha Infraestrutura - Mobile
Campanha Agricultura - Mobile
Campanha Segurança Pública - Mobile
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro