Close Menu

Busque por Palavra Chave

Começou o jogo do MDB; Krelling e Pinho; Daniel Freitas lidera PSL; Geovania de Sá brota; Cruz e Souza morreu

Por: Marcos Schettini
20/03/2019 00:06

O poeta Cruz e Souza morto duas vezes

Cruz e Souza nasceu em Florianópolis quando ainda era Nossa Senhora do Desterro. Negro, valente e consciente, descreveu em versos a valentia subliminar que os tempos exigiam, em silêncio e preconceito, com a doçura das palavras que teceu a beleza de seu raciocínio. Deveria, por graça, estar na grade escolar dos catarinenses. Ontem, aniversário de seu desaparecimento precoce no distante 1898, em Curral Novo, hoje município mineiro de Antônio Carlos, foi motivação para que sua bisneta Dina Tereza Souza Borges e a trineta Emilene Cruz e Souza, fossem à Alesc acompanhadas por Everton Ribeiro, chefe de gabinete do deputado Jair Miotto e seus assessores José Paulo da Cunha e Marcel Salomon. Foram também ao gabinete do deputado Fabiano da Luz para acender o debate proposto pelos professores Márcio Pereira de Souza e Flávio da Cruz em torno do visível esquecimento. Seria a oportunidade para que Carlos Moisés, que gosta de música e vinho, fortalecer a cultura viva de SC. Até o prédio, que leva seu nome e tem sua ossada, é invisível às observações das autoridades. Ele, com esta indiferença, carrega a Cruz e, nela, encontra-se crucificado em plena Praça XV.


Então
A indicação de Fernando Krelling para presidir o MDB escancara o momento difícil de o partido encontrar um nome capaz de dar luz às ações que precisa construir os desafios do ano que vem. O deputado de Joinville é um futuro, mas precisa pulso de sustentação.

Peso
O deputado Krelling é uma promessa grandiosa para os pulos do MDB, mas neste momento de plena escuridão, o partido precisa de um eco forte nas bases. Fernando tem a marca do novo e da juventude, mas ainda é centímetro e não metragem. O apelo instiga.

Provocação
A indicação de rumo da bancada ulyssista pró Krelling serviu mais para despertar o debate que, necessariamente, uma solução. Jogaram sua liderança aos crocodilos para servir aos demais de passagem pelo rio. Seu nome é mais que isso.

Vitalidade
Fernando Krelling é potencial de amanhã. A massa de militantes do MDB percebe sua leveza e valor político para ganhar experiência positiva no sentido de ser a quinta pata no trote deste Avatar ulyssista. O rapaz é a melhor promessa, mas não em dois meses.

Aprendeu
Luiz Fernando Vampiro olha para o rosto de Fernando Krelling, mas vê a imagem de Eduardo Pinho Moreira. Agora, como líder da bancada, mira o fortalecimento do Sul e não do Norte. Se ele já deu a tranquinha em Cobalchini, vai ganhando etapas.

Interessante
Eduardo Moreira quer presidir o partido porque, de bem com a vida, olha 2022 na única vaga ao Senado com tempo de sobra para buscar e o ideal para Vampiro ver Brasília. Se Dário Berger quer ser mais um vigilante da Casvig no portão do MDB, é o que ele precisa.

Orientação
A juventude de Fernando Krelling para presidir o partido nasceu ao som dos Beatles, em Londres. Vampiro colocou a melhor opção para negociação rápida e de efeito lógico. Sabe ele que o marido de Nicole Torret já tem tempo, disposição e experiência para a missão que o joinvilense ainda não.

Sensibilidade
Os deputados Júlio Garcia e Vicente Caropreso estarão sábado no evento estadual da Apae que acontece em Chapecó. O presidente da Alesc, ao lado do tucano, também presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, serão luz no debate.


Capital
Júlio Garcia é o chão principal por onde caminha a Apae de SC. O deputado, ao longo de sua vida, foi voz e espírito na busca da melhor rota em favor das associações. O destino de vários recursos que viraram lei e deu ar às entidades, tem sua assinatura e empenho incondicional.

Arredondando
Daniel Freitas está, aos poucos, se tornando a liderança que vai dominar o centro dos debates dentro do PSL. Como Lucas Esmeraldino ficou preso ao burocrático da pasta do Desenvolvimento, ele assume a dianteira em quase tudo para seu mandato, assumindo a ponta.

Lance
Ontem o deputado Freitas produziu as primeiras discussões na sessão deliberativa extraordinária da CCJ ao lado de Kim Kataguiri e o presidente da Comissão Felipe Francischini para debater a aposentadoria dos militares, onde não há relator, que não será da oposição nem do PSL.

Batom
A deputada Geovania de Sá deu um pulo significativo na Lei Maria da Penha ao ver seu projeto aprovado no Plenário da Casa ontem. Ela aperfeiçoou esta conquista em um sorriso nos lábios das mulheres com a garantia de educação infantil, prioritária, aos filhos de quem sofreu violência.

Chofer

A tucana tem assumido o volante em defesa da violência contra as mulheres em vários lances na Câmara. À toa não foi o dobro de votos que conquistou em 2018. Geovania de Sá tornou-se uma referência no bloco feminino em Brasília porque aprendeu a fazer mandato.





Alesc - Outubro - Mobile
Floripa - Um novo amanhã - Mobile
Essenciais de Verão
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro