Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

Na Essência | Como você era antes da internet? Você lembra?

Por: Júnior Chisté
20/03/2019 00:19

Me refiro hoje, em minha coluna, ao mundo virtual, a este mundo cada vez mais avassalador que está por todos os lugares, especialmente em nossas mentes. Pois é ele quem tem nos tirado a atenção, o foco, a empatia de nossas crianças e jovens especialmente. Então porque não fazermos uma breve reflexão e procurarmos, enquanto ainda há tempo, mostrar especialmente aos nossos filhos e pessoas próximas que sim há vida além de um aparelho de celular, de um jogo virtual, de um televisor e de tantas outras invenções movidas através de sinais via-satélite.

Nos últimos anos, a mídia e a tecnologia aperfeiçoaram a lucrativa arte de capturar e manter nossa atenção. Essa verdadeira proeza extraordinária mudou o comportamento de milhões de pessoas, especialmente dos jovens e até pré-adolescentes, infelizmente. De acordo com os atuais dados médicos, estamos enfrentando uma pandemia de vícios sem precedentes. Mas o que é exatamente um vício, e o que podemos fazer em relação a ele?

As pessoas são viciadas em substâncias há milhares de anos, mas a dependência em tecnologias como Instagram, WhatsApp, Netflix, Facebook, Twitter e e-mails é bem mais recente. Como Psicólogo, diria que estamos apenas começando a entender os vícios comportamentais. Ele nos leva para dentro do cérebro humano no exato momento em que marcamos um ponto em qualquer jogo de celular ou vemos alguém que gostou da foto que acabamos de postar. Com isso, a indução para que queiramos sempre mais “likes” é evidenciada na mesma região onde se manifesta as tendências para o vício, em nosso cérebro. A intensidade com que as pessoas expõe seus corpos como se fosse meros objetos, como se fosse ofertas para a conquista é algo ao mesmo tempo moderno e também que nos remete a pensar aos tempos imemoriais, onde qualquer espécie mostrava-se através de seus cantos, por exemplo, que está afim do "acasalamento".

Temos que rir, mas infelizmente é isso que te acontecido nesse abominável mundo virtual. A liquidez dos tempos!

Experimenta somente tentar clicar em uma oferta ou procurar algum produto em qualquer página da internet. Em qualquer rede social, na tela de seu computador, você verá por longos dias diversos produtos dos mais variados sendo mostrado a você com o objetivo que sua compra seja efetuada. Sim, você a cada palavra que digita ou site que acessa está sendo monitorado.

Mas você pode estar pensando agora, será que realmente sou tão dependente assim da tecnologia? Quantas horas por dia passo olhando para meu celular? Para as redes sociais?


Segurança Pública - Estelionato - Mobile
Alesc - Outubro - Mobile
Fiesc Outubro - Mobile
Zagonel - Outubro - Mobile
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro