Close Menu

Busque por Palavra Chave

DE VOLTA ÀS AULAS

CDL de Xanxerê incentiva compra de material escolar no comércio local

Entidade reforça que a pesquisa para compra de materiais é fundamental para evitar gastos maiores (Fotos: CDL de Xanxerê) Entidade reforça que a pesquisa para compra de materiais é fundamental para evitar gastos maiores (Fotos: CDL de Xanxerê)

Com a proximidade do início do ano letivo, os pais já começam a se planejar para comprar os materiais escolares de seus filhos. Os gastos nesse início do ano, além das despesas corriqueiras da família, são também de mochila, cadernos, canetas e livros. A lista de materiais para iniciar mais um ano de estudos varia de acordo com as instituições de ensino. Com base nisso, a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC) há alguns anos instituiu a campanha “Compro Onde Moro”, que tem como objetivo valorizar as empresas locais e fomentar a economia do município.

Fábio Moschetta, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Xanxerê destaca a importância dos pais adquirirem os materiais escolares de seus filhos no comércio local, pois é possível encontrar tudo o que precisa nas empresas associadas à entidade.

"Nesse início do ano uma das prioridades dos pais é a compra do material escolar de seu filho. Com uma boa pesquisa de preço é possível encontrar tudo o que precisa no nosso comércio local, sem contar que isso é importante para movimentar a economia onde moramos. Inclusive a própria FCDL já tem campanha voltada a compras na sua própria cidade, porque isso é importante para, inclusive, prestigiar os nossos lojistas", comentou.

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) listou algumas estratégias práticas e eficientes para não atrapalhar os planejamentos financeiros da família, confira:

1 – Pesquise muito

A solução ideal para encontrar os melhores preços é pesquisar e comparar valores, tanto do item de uma marca específica em lojas diferentes quanto à diferença de um produto de diferentes marcas. Além disso, não poupe esforços na hora da pesquisa. Todos os itens, desde o lápis até os livros didáticos tem variação de preço de loja para loja.

2 – Una forças e negocie

Para aumentar o poder de negociação o consumidor pode usar duas cartadas que funcionam muito bem. A primeira, obviamente, é pagar as compras à vista. Já a outra sacada que costuma funcionar é se unir a outras famílias e comprar os materiais no atacado, ou seja, no sistema de comprar diversos itens do mesmo produto de uma vez só. A compra, nesse sistema, costuma ser bem mais vantajosa, mas é preciso ter alguém para dividir, afinal, o consumidor não vai precisar de tantos itens iguais.

3 – Antecipe compras e calcule quanto pode gastar

Apesar de a emoção falar alto, afinal, toda mãe quer comprar tudo que o filho precisa, é importante encarar a compra de material escolar como qualquer outra compra. Por isso, vale calcular quanto pode gastar no mês com esses itens e, depois, fazer uma lista de prioridades. Ou seja, os livros e exigências do colégio são mais importantes do que renovar a mochila das crianças todo ano, por exemplo. Para ajudar no processo, veja o que está em bom estado e pode ser reutilizado do ano anterior.

4 – Cuidado com a influência dos filhos

A influência dos filhos e a chantagem emocional é um perigo. Por isso, o ideal é deixar as crianças em casa quando for comprar o material escolar. Caso não seja possível, afinal, grande parte das crianças faz questão de participar desse momento, converse com eles antes de sair de casa. Explique que o momento é de contenção de gastos e que serão necessárias economias extras e muito foco na hora da compra.


Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Prefeitura de Palhoça - IPTU
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro