Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

Editorial | Tomando sorvete pela testa

Por: LÊ NOTÍCIAS
25/03/2019 15:28

A Bíblia diz que, pessoas querendo chegar ao céu, cheios de soberba e orgulho no coração, fez chamamento internacional do então mundo conhecido, para construir uma torre cujo objetivo era chegar até a Casa de Deus. Ele, o campeão desta proeza, contratou tudo e todos para o objetivo. Mas o Todo Poderoso teria mudado a língua das pessoas fazendo-as falar diferente entre si porque, sem entender nada o que um falava para o outro, teria inviabilizado a obra.

A fantasia acima, bacana pela sua originalidade, traz o raciocínio de que, Deus, por Ser Único e dono de tudo, não precisaria mudar a fala dos operários da Torre porque, sabedor de tudo, a obra por mais construída que fosse, não chegaria nunca ao seu objetivo. Talvez, naquela época, seus idealizadores entendiam assim, mas dada a posição da terra no espaço, iriam navegar sobre a massa escura que, maioria sideral, estaria conservados até hoje pelo congelamento de seus corpos.
O que se vê no Brasil, mais que uma torre sendo construída são as linguagens agora conhecidas. Tem-se um presidente subserviente ao modelo americano e que a ele tudo oferece sem nenhuma contrapartida. Na Verdade, Jair Bolsonaro é o engenheiro da Torre e que, por conta de sua forma de chegar a deus, falando e entregando tudo aos americanos, abrindo o espaço aéreo para uma base em Alcântara, colocando em xeque a economia brasileira junto à China e países Árabes, oferecendo entrada deles sem visto quando, ao contrário, para o brasileiro entrar nos EUA, tem que passar pelo exame de consciência, lisura e caráter.
Nada contra sua maneira de ver como o Brasil deve ser encaminhado, mas pelas redes sociais, fazendo o que as comadres e vizinhas faziam pelas janelas e portões, fofocando sem chegar a lugar nenhum, sabe-se que esta torre vai de fato cair. O presidente começa a tropeçar em tudo, caindo nas pesquisas de opinião e mostrando seu lado patético que o cerca.
Se não fosse a luz intelectual de Paulo Guedes e dos generais Mourão e Heleno, tudo que cerca Bolsonaro é piada. Até seus seguidores nas redes sociais serem, os fofoqueiros eletrônicos, são tão patéticos como os seguidores de lula da Silva.
O que se mostra agora é que ele, que fez o chamamento para fazer a Torre de Babel, está entendendo zero de tudo. Vai perdendo o controle em tempo recorde. Pelo jeito, tropeça logo ali na frente. Seus mais sensíveis idiotas, espalhados pelo Brasil afora, os mesmos que falam na acefalia de seus raciocínios pelo Twitter e WhatsApp, vão tomando sorvete pela testa. Tem um filme bacana que retrata bem isso.
Recomenda-se assistir Escola de Idiotas. Caso não se identifique, você passou no teste. Ganhou inteligência.


Alesc - Julho
Fiesc Setembro
Zagonel
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro