Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

ECONOMIA AQUECIDA

África do Sul volta a importar carne suína do Brasil

Por: Simão Baran Jr.
27/01/2017 10:46 - Atualizado em 27/01/2017 10:51
A África do Sul comprou 1.048 toneladas de carne suína catarinense em 2016 (Foto: Divulgação/LÊ) A África do Sul comprou 1.048 toneladas de carne suína catarinense em 2016 (Foto: Divulgação/LÊ)

Santa Catarina deve exportar cortes de carne suína para a África do Sul. O país, que já foi um dos dez maiores compradores da carne suína brasileira, retoma as importações de cortes elaborados para venda no varejo.

A reabertura do mercado sul africano para cortes de carne suína representa um incremento no valor e na renda do setor produtivo catarinense. A África do Sul já é um importante consumidor da carne suína produzida em Santa Catarina, que é destinada à industria de embutidos. Segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a África do Sul comprou 1.048 toneladas de carne suína catarinense em 2016, número muito superior às 161 toneladas de 2015.

O secretário da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, destaca que o acesso aos mercados internacionais é um diferencial dos produtos de Santa Catarina e representa uma conquista para os suinocultores. “Não é por acaso que Santa Catarina é o maior produtor de suínos do país, temos tradição em suinocultura e produtores muito dedicados. O Governo do Estado, a iniciativa privada e os suinocultores trabalham em conjunto para manter a atividade, conquistar mercados e sustentar nossos certificados internacionais”.

De acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em 2016 o Brasil exportou 1.562 toneladas de carne suína para o mercado sul africano, gerando uma receita de US$ 3,7 milhões. O total de produtos agropecuários exportados pelo Brasil à África do Sul somou US$ 458,68 milhões no ano passado.

Suinocultura em SC

Em Santa Catarina a produção de carne suína chegou a 915 mil toneladas em 2015. Com um rebanho efetivo estimado em 6,7 milhões de cabeças, o estado é responsável por 26,7% da produção nacional, cerca de 3,43 milhões de toneladas, e é o maior exportador de carne suína do país. Em 2015, o estado exportou mais de 190 mil toneladas, gerando uma receita de US$ 440 milhões.

Por seu status sanitário diferenciado - único estado brasileiro livre de febre aftosa sem vacinação e também livre de peste suína clássica, com certificados da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) - o estado é habilitado a exportar para os países mais competitivos do mundo como a Rússia, China, Angola, Cingapura, Chile, Japão, Uruguai e Argentina. Em 2016, a Coreia do Sul também autorizou a importação da carne suína produzida em Santa Catarina.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Blumenau pronta para crescer
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro