Close Menu

Busque por Palavra Chave

Direito em Foco | Censurado!

Por: Gustavo de Miranda
17/04/2019 15:57

Já dizia Rui Barbosa que a pior ditadura é a do Judiciário, pois contra ela não há a quem recorrer.

Nosso mais famoso jurista nunca teve tanta razão, é só acompanhar a saga do Supremo Tribunal Federal e a meia dúzia de asseclas da bandidagem política que vem emporcalhando a Corte nesses últimos anos.

O comportamento de alguns ministros, protecionista e descompromissado com a transparência, menoscaba uma autoridade institucional e constitucional que já não mais dá o prestígio que outrora dera à Corte, o sentido de fazer Justiça se tornou aplicar a lei da forma que melhor proteja a eles e seus donos, como no caso de Toffoli e Mendes.

Alexandre de Moraes determinou nessa segunda a censura ao site O Antagonista e à revista Crusoé, para que retirassem de exposição a matéria “O amigo do amigo de meu pai”, determinou multa diária pelo descumprimento e convocou os responsáveis para prestar depoimento. O fez porque é relator de um inquérito aberto para apurar notícias fraudulentas que possam ferir a honra dos ministros ou vazamentos de informações sobre integrantes do STF. Sobrou honra pra poucos lá dentro, os outros não tem mais para ostentar.

Moraes justificou a decisão da censura dizendo que houve “claro abuso no conteúdo da matéria veiculada” e o texto é “típico exemplo de fake news”, entretanto, a notícia é baseada em documentos da Lava Jato, da colaboração de Marcelo Odebrecht, em especial em um pedido de esclarecimento da PF sobre quem era o “amigo do amigo de meu pai”, a pessoa com quem os executivos da empreiteira estavam “fechando” algo sobre as hidrelétricas do rio Madeira, ao que foi respondido que era o ministro Toffoli, quando era Advogado Geral da União, na segunda gestão de Lula, que acompanhava contratos de grandes obras da União.

Toffoli, delatado, formalizou o pedido da censura a Moraes por mensagem e ainda tachou a reportagem como “mentiras destinadas a atingir instituições brasileiras”.

Um lacaio, subserviente e servil, chegar a um ponto de achar que expor a sua podridão seria um ataque às instituições do país é presunçoso até para os piores quadrilheiros condenados que o usaram como peça de defesa nos processos.

É ridículo ler que Moraes citou que o conteúdo da notícia atinge a honorabilidade e segurança do Supremo, que já há muito estão comprometidas justamente pela presença de caricatos como ele, sabujos como Mendes e oportunistas como Levandowski.

Essa era a grande preocupação de Rui, a quem vão recorrer os censurados agora?


Alesc - Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro