Close Menu

Busque por Palavra Chave

Talento na Alesc; PSC une interesses; Sindifisco muda; Dodge e JR; LHS não entende; Décio Lima animou; Salum voltou

Por: Marcos Schettini
30/04/2019 10:56

Um jornalista da bala, um ser humano sensível

Roberto Salum, candidato a senador em Santa Catarina pelo PMN, fez 246.686 votos, mas não foi eleito em 2018. O discurso que sempre marcou sua personalidade foi a mesma que, em Jair Bolsonaro, deu certo. Não é de hoje que o jornalista mais polêmico da TV catarinense joga o verbo em direção à segurança pública e seu conhecimento na área. No vídeo, uma característica, jamais confunde sua personalidade. Afastado do lugar em que garante audiência, retorna amanhã. Com 1hora diária de programa na TV Barriga Verde, vai levar seu cacoete contra o crime, descontração e o sotaque marcante. Sem acrescentar ou subtrair do que lhe é melhor, vai mandar o recado e contribuir com o debate no setor que domina com entusiasmo e sensibilidade. Não precisa fazer muito, apenas apresentar o que sabe. Sua ausência se quebra e volta feliz ao lugar onde, por ter opiniões, fez-se opção no ano passado. Pela votação conquistada, não tendo sido governador, foi bem demais. Tivesse a estrutura, poderia ter feito melhor. É que, atípico, 2018 foi tudo. Até Lucas Esmeraldino, sem oferecer nada, foi quase. Salum não chegou porque trabalhou anos. Como dizem, quem trabalha, não tem tempo para ganhar dinheiro.


Respeito

Fabiano da Luz, como os demais deputados da Casa, assinaram a exposição de talento de Ivone Guesser, uma prestadora de serviço da Casa que, com luz nos dedos e valentia na cabeça, criou nove telas de pintura a óleo com beleza única.

Pudera
Embora o termo prestadora de serviço vinculado a ela, as mesmas mãos que garante a manutenção da Alesc, são as que pintaram belezas que Ivone Guesser expressou de seu dia a dia de mulher, mãe, filha e dona de casa. Para dar razão à sua porção talentosa, seu sobrenome é Veríssimo.

Desafio
Quadros do PSC de SC estão mobilizados para começar a traçar estratégias para o processo do ano que vem. Liderados por Narcizo Parisotto e Jair Miotto, o coletivo vai pisar forte. Querem eleger vereadores em vários polos do estado, desenhando as estaduais.

Compasso
Os guardiões do PSC estão permanentemente em sintonia com o mandando nacional para buscar os melhores resultados. José Paulo, secretário-geral, Luciano Chaplin, presidente da sigla na Capital e Everton Ribeiro, chefe de gabinete de Miotto, afinaram o rumo.

Equívoco
A intenção do PSC de colocar dois nomes de peso para disputarem uma cadeira na Câmara de Florianópolis, mexeu com o cérebro do partido. Descobriram o óbvio. Jogar dois galos no mesmo terreiro não é a lógica. Um deles tomba.

Mudou
Hoje José Antonio Farenzena assume a presidência do Sindifisco, Sindicato dos Fiscais da Fazenda de SC. Ele entra e Fabiano Dadam, que respondeu pela categoria nos últimos 11 anos, sai. A categoria mudou o estatuto e, a partir de agora, dois mandatos apenas de três anos.

Quadro
O novo presidente Farenzena vai assinar uma série de procedimentos de valorização positiva da categoria, cumprimento das esferas profissionais a que está sujeito e exercer o ofício com transparência e eficiência. Sem arrecadação, nada funciona.

Incansável
Raquel Dodge não consegue olhar para frente. A procuradora-geral olha para Chapecó e Pinhalzinho de forma perseguidora. Diante do ir e voltar de João Rodrigues pela retomada da vida pública, ela reaparece e derruba o palanque.

Esqueça
Está provado que o ex-deputado, conforme as reviravoltas de seu processo, não cometeu naquele ato qualquer prejuízo ao erário. Dodge, pelas manifestações, parece que tem ao lado um chip voltado apenas ao marido de Fabiane Rodrigues.

Ânimos
JR traça e depois aguarda. Tem sido assim a vida do ex-deputado que, coloca o nariz para fora, recomeça novamente seu calvário. Esta situação, mais que incomodar, afoga a leitura de 2020 que ora põe sua liderança, ora retira. Sem sua presença nas urnas, o calor diminui.

Traçado
Carlinhos Chiodini pisa no Oeste e visita os quadros que, no ano passado, estiveram com ele na conquista do mandato de federal. Tem gostado dos debates em Brasília e, olhando a próxima estadual, quer a majoritária. Dário no comando do MDB, é fundamental.

Líder
Chiodini segura a língua porque, neste momento em que o MDB figura como aquela lustração dos dois burros querendo comer o pasto, o gongo está por bater e não se chega a uma conclusão. O deputado, preocupado com o mandato, ao ser perguntado, não diz absolutamente nada.

Tropeço

Mais que a necessidade de um líder, o partido de Ulysses Guimarães vive seu pior momento em SC. Os deputados falam à moda Babel, o líder da bancada subtrai, Eduardo Moreira escuta Beatles, Dário atrasa-se, Udo nada de braçada. Nem milagre.

Descompasso
A única perfeição que o MDB tem mostrado sintonia é na confusão de rumos. Parecendo combinado, todos jogam em direção contrária. LHS, observando, balança a cabeça dos dois lados. Vê que os alunos enganaram-no no vestibular da Tríplice.

Acendeu
Décio Lima, o simpático e educado presidente do PT, gostou da entrevista de Lula da Silva e observa os nós que, aos poucos, vê desmanchando. Em tempos de Jair Bolsonaro e Sérgio Moro no comando de seus terrores, dar voz ao líder do partido, foi um grande recomeço.

Aquecendo
Como observam os tropeços do PSL em SC com um governador que gosta de reafirmar honestidade como única fonte de arrumação, os petistas estão na estrada. Décio Lima começa uma agenda de atividades partidária olhando a retomada do discurso.

Ela
Depois de ver o gadanho circulando sobre suas pernas fazendo-a pular, Ana Campagnolo, a maluquinha da Alesc, parece ter aquietada. Outro dossiê, quase impublicável sobre sua vida amorosa, estudantil e evangélica, apareceu. A deputada, pelo visto, morou no inferno.




Anúncio Radial 2
Campanha Infraestrutura - Mobile
Campanha Agricultura - Mobile
Campanha Segurança Pública - Mobile
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro