Close Menu

Busque por Palavra Chave

Cifra Econômica | Reavaliação de patrimônio, Natura e Avianca

Por: Daniel Ribeiro
24/05/2019 09:18 - Atualizado em 06/08/2020 10:25

Reavaliação de patrimônio declarado

O presidente Jair Bolsonaro pediu que a Receita Federal estude um projeto que permita reavaliar patrimônios declarados no Imposto de Renda, afirmou na quarta-feira, (22), o chefe do órgão, Marcos Cintra.Sem dar mais detalhes, Cintra disseque a temática do projeto é a reavaliação de patrimônios que "normalmente são declarados com valores históricos “e que "poderiam eventualmente ser declarados para valores de mercado”. Segundo ele, a medida irá implicar em agilização de mercado, facilitação de negócios, e "alguma arrecadação extra em função dos que vierem a optar por um regime diferenciado".

O secretário falou com a imprensa após encontro com Bolsonaro, mencionou o projeto que, segundo ele, deve trazer arrecadação maior do que a reforma da Previdência, sem dizer o que traria essa economia. Perguntado sobre os valores, Cintra destacou que não tinha detalhes do projeto, e que a economia será estudada pela Receita.

Natura anuncia compra da Avon

A brasileira Natura anunciou na quarta-feira (22) a compra da Avon, em uma operação de troca de ações. Segundo a companhia, o negócio vai criar o quarto maior grupo de cosméticos do mundo. O acordo traz uma quarta marca para a holding da Natura, que já controla a própria Natura, a britânica The Body Shop e a australiana Aesop.O mercado financeiro reagiu bem ao negócio. As ações da Natura fecharam o dia em alta de 9,43%, cotadas a R$ 61,50, após a brasileira admitir pela manhã que o acordo com a Avon estava prestes a ser fechado.

A transação vai criar uma nova holding brasileira, na qual os atuais sócios da Natura terão 76%, ante 24% dos atuais acionistas da Avon. Com a aquisição, a Natura & Co passará a ter faturamento bruto anual superior a US$ 10 bilhões (ou mais de R$ 40 bilhões), cerca de 40 mil colaboradores e presença em cem países.A Natura obteve compromisso dos bancos Bradesco, Citigroup e o Itaú Unibanco, no valor de até US$ 1,6 bilhão, para pagar parte dos acionistas da Avon.

Recuperação da Avianca

O Cade analisou a estrutura do mercado de transporte aéreo de passageiros com foco no novo plano de recuperação judicial da Avianca, que prevê a constituição e alienação de sete unidades produtivas isoladas.

O estudo consta em manifestação produzida a pedido da Justiça de SP no processo no qual a Swissport conseguiu efeito suspensivo à decisão que concedeu a recuperação judicial à Avianca.

A Swissport diz ser credora quirografária em valor superior a R$ 17 milhões e que o plano se baseia na transferência de slots, o que é vedado pela legislação.


Alesc - Outubro - Mobile
Uniedu - Governo SC
Floripa - Um novo amanhã - Mobile
Essenciais de Verão
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro