Close Menu

Busque por Palavra Chave

Minha Casa Minha Vida tem novas regras para 2017

O ajuste do perfil de renda dos beneficiários e a contratação de 600 mil unidades habitacionais estão entre as principais medidas
Por: LÊ NOTÍCIAS
08/02/2017 15:24 - Atualizado em 08/02/2017 15:25

O Governo Federal e a CAIXA anunciaram, nesta segunda-feira (6), uma série de ajustes no Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV). Além da meta de contratar 600 mil unidades, a reformulação do Programa traz mudanças no perfil de renda familiar, nos limites do valor dos imóveis, de acordo com a região, e no aumento dos valores de subsídio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Segundo o presidente da CAIXA, Gilberto Occhi, as medidas trazem mais eficiência ao Programa MCMV, facilitam o acesso ao primeiro imóvel e impulsionam o setor da construção civil. “Além de melhorar o acesso à moradia, as mudanças vão movimentar a economia, gerando empregos e novos negócios ao setor”, afirma o presidente.

A ampliação do teto de renda beneficia diretamente as famílias interessadas em adquirir imóveis novos financiados pelo Programa. Veja como ficou os novos limites de renda familiar em cada faixa:

Os subsídio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foram corrigidos em 6,67 % (INCC) nas faixas 1,5 e 2 do Programa. Com esse aumento, o beneficiário pode dar um valor menor de entrada ao comprar seu primeiro imóvel pelo MCMV. O prazo máximo dos financiamentos continua sendo 360 meses (30 anos).

Outra medida do pacote é a correção do valor do imóvel do Programa de acordo com o limite territorial, segundo classificação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Confira como ficou o teto do valor de imóveis em cada região.

Contratações

Em 2017, o Programa prevê a contratação de aproximadamente 600 mil unidades. São 170 mil unidades, sendo 100 mil unidades do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) e 70 mil unidades na modalidade Entidades (urbana e rural). Já nas faixas 2 e 3, o objetivo é contratar aproximadamente 400 mil unidades habitacionais. Além disso, está prevista a contratação de cerca de 40 mil unidades na faixa 1,5 do programa.

O Programa MCMV já beneficiou cerca de 12,3 milhões de pessoas em todas modalidades com a entrega de mais de 3,07 milhões de moradias em todo o país.


Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro