Close Menu

Busque por Palavra Chave

Transparência Criciúma

PT quer a cabeça do PMDB de SC

Por: Marcos Schettini
14/02/2017 14:21 - Atualizado em 14/02/2017 14:22

Na mesma força em que apanharam no impeachment de Dilma, patrocinado pelo vice Temer, o presidente golpista mergulhado em pus e corrupção, será o desfecho que o PT de SC vai devolver ao PMDB. Pedro Uczai e Décio Lima viram, de perto, as movimentações de Mauro Mariani, Rogério Peninha Mendonça, Valdir Colatto, Celso Maldaner e Ronaldo Benedet que, dando coro à cassação, não pensaram em 2018. A possibilidade dos lulistas fecharem, em qualquer turno, com os ulyssistas, é zero. Fragilizados no estado, com perda de prefeituras, possibilidade real de diminuir a bancada estadual no mandato atual, envenenou a militância petista, cuspindo peçonha. O interesse do PSD nos votos da esquerda é minar a ida para a provável chapa liderada por Udo Döhler. Com três chapas, fica melhor.

Cenário

Depois da declaração pública de Gigante Buligon defendendo o nome de Gelson Merisio para governador em 2018, está claro que as movimentações agora, na soma do PIB na última quinta feita, que o cerco foi fechado.

Ele

Gelson Merisio é o nome ao governo e se consolida, no Oeste, seu trabalho iniciado ainda no primeiro mandado à frente da Assembleia quando, naquele momento, desenhava o traçado atual. O deputado amarrou perfeito seu projeto.

Cadê

João Rodrigues estaria, de fato, incluso neste projeto como membro construtor do traçado? Agora buscam, dele, um depoimento em direção às movimentações. Fala-se demais, mas o silêncio do deputado federal não confirma nada. Vai junto?

Lado

João Rodrigues definindo-se como cabo eleitoral número 1 de Gelson Merisio governador, tiram-se as dúvidas que pairam sobre seu engajamento real no projeto que o PIB do Oeste abraçou e, agora, Gigante Buligon mostrou o passaporte da viagem.

Preferencial

O eleitorado de João Rodrigues tem sinalizado por sua chegada à majoritária há tempos. Confiantes como vice ou cabeça de chapa, a militância mantém firme o propósito onde, até agora, o deputado federal mantém o silêncio dando eco às esperanças na disputa.

Qual?

Observando o companheiro de partido ganhando altura para a missão de 2018 com manifestações do PIB e do prefeito da Capital do Oeste, o que impede que João Rodrigues assuma, desde agora, sua condição de cabo eleitoral número 1?

Certo

As manifestações do deputado João Rodrigues de não ter comparecido às posses de Edegar Giordani e Miri Gasparini por atraso no voo, é um argumento silencioso do parlamentar. Ele sabia que, nestes eventos, cantariam o hino pró Merisio 2018.

Fechou

A entrada de João Rodrigues na majoritária de 2018 teria uma possibilidade se, em um caso extraordinário, Raimundo Colombo sufocar sua saída do governo, mataria o PMDB e JR ter espaço para representar o Oeste no senado. Seu sonho diário.

Insônia

Para o PMDB dormir com a possibilidade de Raimundo Colombo ficar até o final do mandato, é pesadelo. Os ulyssistas assumiriam com o PSD completamente fora das estruturas, ganhando um governo completo até para acertar coligações.

Amarelão

Com Colombo concluindo o mandato, abre palanque para Geraldo Alckmin em SC atraindo, no gesto, o PSDB local para o processo. Isolando o PMDB, completamente fora do governo, abre-se um abismo para os ulyssistas, já no soro do terror.

Asfixia

A tese de sufocar o PMDB, quebrando-lhes a espinha de 2018, tira dos ulyssistas o traçado em qualquer direção. Envergando forte com atração dos partidos para seus projetos, incentivando-os, inclusive, para a disputa com três chapas. Ideal.

Luto

Genesio Teo, vice-reitor da Unoesc, vive a dor da perda de Laudino Francisco Teo, cuja fatalidade vitimou um rapaz novo de grande valor humano. Cidadão de bem que deixou digitais de serviços à sociedade e, pelos passos de valentia e respeito, imprimiu iluminado legado.



Outras Notícias
Transparência Criciúma 2
Anúncio Radial 2
Palhoça Parques
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro