Close Menu

Busque por Palavra Chave

Fala que te escuto; Diferença entre Bolsonaro e Moisés; Jornalistas e entidades no Palácio do Planalto; Marcello Petrelli une os melhores da comunicação

Por: Marcos Schettini
21/08/2019 00:44 - Atualizado em 21/08/2019 00:48

SC assume seu potencial de comunicação

Mais que um encontro para um café da manhã, estar à mesa com o presidente da República e quadros de decisão do Governo Federal, é tudo o que a mídia regional buscou em governos passados, mas que eram proteladas sem qualquer justificativa. A Acaert assume o corte deste desrespeito e coloca seus associados para um novo momento. Carrega outras entidades representativas da comunicação do interior do Estado para a oportunidade inédita. Marcello Petrelli forma o pulso e mostra força conjugada. Entre um gole de café, um suco, um pedaço de fruta, seu interesse maior é marcar território. Um feito importante e valioso diante de um novo cenário de correlação. ADI e Adjori, coirmãs da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão, unem os mesmos objetivos. Entendem que, falando a mesma língua e olhando na mesma direção, mostram musculatura e energia na comunicação.


Expectativa

O setor agro senta à mesa com o governador mais para escutar do que falar. Pelo barulho que Moisés escutou desde a queda do percentual zero ao pulo dos 17% de ICMS, não tem mais o que dizer. Se o secretário vier com um número estranho, o berro será na Alesc.

Alesc

Os deputados não têm muito o que falar neste momento. Vão aguardar o teor do entendimento entre o governador e o agronegócio. Se um e outro não chegarem a um final deste capítulo, vai entrar forte na decisão. O teor na Alesc é de dar rasteira no Centro Administrativo.

Chega

Os deputados, aprovando tudo em favor do governo, vai aproveitar esta visível fragilidade do Chefe do Governo, para demonstrar o controle. O capital político de Carlos Moisés corroeu-se ao ponto de assustar o ex-bombeiro. Sem apoio em lugar nenhum, está pedindo oxigênio.

Piada

Já virando chacota em patéticas manifestações nas redes sociais, as mesmas que tanto venera, tornou-se vítima. A sangria, na soma de muitos erros, ganhou o Palácio do Planalto. Entre muitos erros, o de não seguir Jair Bolsonaro, foi fatal. Ignorando-o totalmente, assiste seu suplício.

Leitura

Quando a bancada federal foi chamada para o Café da Manhã político, o guardião d’Agronômica não foi convidado. O presidente da República tem leitura comportamental do governador. Nas promessas dadas aos senadores e deputados federais de atender demandas de SC, Carlos Moisés nem foi citado.

Convite

A presença de jornalistas de SC que sentam à mesa com o presidente da República nesta quinta para um Café da Manhã, é mostra contrária dos atos de Moisés. Jair Bolsonaro recebe todos no Palácio do Planalto e o governador não faz nenhuma sinalização.

Força

Marcello Petrelli lidera a comitiva que vai escutar o que o presidente da República tem a dizer sobre sua relação com a imprensa regional. A sensibilidade de Bolsonaro ao pedido mostra que o caminho do entendimento e do respeito, está mantido. Democracia, relacionamento e linha direta.

Foco

À medida que o Palácio do Planalto distancia-se da mídia que afirma ter inclinação desrespeitosa com o Brasil escolhido em outubro passado, se aproxima da regional que, em tese, teria maior intimidade com a sociedade. O Café da Manhã com a Acaert é um aceno nesta direção.

Disposição

Empresário de comunicação e presidente da Acaert, Petrelli vai representar emissoras de rádio, televisão e jornais que, convidados, estarão presentes. Jornalistas selecionados para estarem no evento, igualmente consagram o café com o presidente da República. Um estilo novo.

Novo

A relação que a mídia regional e o governo estão construindo é uma novidade que não se via em outros governos. Com este gesto do Palácio do Planalto, há uma quebra forte do preconceito com a imprensa fora do eixo Rio/SP/Brasília. Configurando uma fórmula direta de aproximação, o modo agrada pela reciprocidade.

Côncavo

A ideia de aproximação inédita com a imprensa regional e formadores de opiniões, é dançar no mesmo salão. O recado vai para os governos passados, não somente do PT, mas MDB, PSDB igualmente. O chamamento da Acaert de Marcello Petrelli, tira a ferrugem. Se antes era convexo, mudou tudo.




Anúncio Radial 2
Campanha Infraestrutura - Mobile
Campanha Agricultura - Mobile
Campanha Segurança Pública - Mobile
Campanha Santur
Rech Mobile
Alesc Facebook - Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro