Close Menu

Busque por Palavra Chave

EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO

Câmara vai convocar gerente regional e estadual do Dnit para cobrar segurança na rodovia

Por: LÊ NOTÍCIAS
17/02/2017 16:33 - Atualizado em 17/02/2017 16:34
Ao longo dos anos, várias solicitações já foram encaminhadas, mas nenhuma delas foi atendida (Foto: Câmara de Vereadores de Xaxim) Ao longo dos anos, várias solicitações já foram encaminhadas, mas nenhuma delas foi atendida (Foto: Câmara de Vereadores de Xaxim)

A BR-282, mais precisamente no trecho entre o trevo próximo a Celer Faculdades e o trevo principal de acesso a Xaxim, está se tornando o principal ponto em que muitas pessoas perdem a vida na rodovia. Muitos acidentes têm ocorrido nesse trecho, alguns, com danos materiais, porém outros com perdas irreparáveis. O acidente mais recente ocorreu na manhã de terça-feira (14) quando uma colisão frontal envolvendo dois veículos tirou a vida de pai e filho.

O local é perigoso e exige atenção e cautela dos motoristas, principalmente nos dias chuvosos. Isso por que pontos de aquaplanagem, entre um trevo e outro, são propícios para a ocorrência de acidentes. A solução para local seria a instalação de um redutor de velocidade.

No Legislativo xaxinense, esse assunto é pauta frequente das reuniões há anos. Muitos vereadores, de todos os partidos, já encaminharam indicações, requerimentos, moções e fizeram visitas cobrando o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), para instalação de um redutor de velocidade no local, entre outras melhorias na via. Porém, até o momento nenhum dos inúmeros pedidos encaminhados foi atendido pelo órgão.

Inclusive no início desta legislatura, uma indicação do vereador do PSD, Inácio Luiz Bracht levantou a polêmica novamente. O pedido também é pela instalação de um redutor de velocidade ou lombada eletrônica no trecho.

O presidente da Câmara de Vereadores de Xaxim, Agenor Junior Maier, relembrou que a novela é antiga. Quatro visitas já foram feitas ao Dnit, em que foi apresentado um levantamento de mortes, acidentes com danos materiais e de quantas pessoas trafegam pelo local, mas, "as desculpas são variadas", explicou Maier.

Segundo ele, na primeira vez era de que a BR-282 passaria pela concessão para uma empresa. "Depois houve problema com a empresa vencedora da licitação, parou tudo. Pedimos que fizessem redutores de velocidade, nas áreas problemáticas, mas a empresa vencedora da licitação para colocar os redutores fechou".

A fim de solucionar esse problema que se alastra há anos, Maier sugeriu que se convoque o gerente regional e estadual do Dnit para que juntamente com a comunidade e entidades seja realizada uma audiência de cobrança, apresentando os dados de acidentes que acontecem no local, número de vitimas fatais e cobrar uma atitude. “É lamentável falarmos desse assunto ano após ano e nada ser feito”, finalizou Maier.

A data da reunião ainda será marcada e a comunidade será convidada para participar.


Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Governo do Estado - Juntos somos mais fortes
Prefeitura de Palhoça - IPTU
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro