Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma
Peste Suína Setembro
Beira-Mar Casan

Alunos de Arquitetura e Urbanismo da Unochapecó entregam levantamento de planta à Apae

Unochapecó Planta baixa auxiliará Apae em futuras melhorias e reformas na sede da entidade Planta baixa auxiliará Apae em futuras melhorias e reformas na sede da entidade

Um desejo antigo da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Chapecó, estava há muito tempo guardado e agora, foi finalmente realizado. Em agosto, estudantes do curso de Arquitetura e Urbanismo da Unochapecó entregaram à Associação o levantamento físico de toda a planta baixa da estrutura.

O que a princípio pode parecer simples, se transforma em um grande desafio quando descobre-se que a área levantada possui 3.170,95 m². Para concluir o trabalho, foram necessários a participação de quatro estudantes do curso, supervisionados pela professora Gabriela Borges da Silva. Ao longo de dois meses, eles atuaram de forma voluntária para produzir três pranchas impressas e um CD contendo o levantamento, nos formatos de software e PDF. Isso foi entregue à Apae juntamente com registros fotográficos das áreas levantadas.

A professora Gabriela, explica que a ação foi realizada por meio do Laboratório de Processos Colaborativos em Projeto (Wikiproj) e será importante para a realização de melhorias no ambiente. "O trabalho possibilitou o encaminhamento do projeto preventivo contra incêndio desenvolvido pela Empresa Júnior dos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil, além da atualização das áreas edificadas, na Prefeitura".

O contato com a Universidade também poderá auxiliar as próximas gestões, como explica a diretora da Apae Chapecó, Nara Maria Valiati. "A transformação dos projetos arquitetônicos, que só existiam no papel, para os programas específicos tornam mudanças, quando necessário, possíveis. Isso era um sonho antigo da administração da Apae, e ter esse material permitirá às futuras administrações, quando desejarem realizar alguma obra ou reforma, mais agilidade e segurança".

A experiência positiva ainda é importante para a formação dos estudantes envolvidos, que podem aplicar técnicas aprendidas em aula e estimular o lado mais humano da profissão. "Os acadêmicos tiveram a possibilidade de praticar a empatia, compreendendo as necessidades e dificuldades diárias das pessoas com deficiência. O levantamento de pré-existência os aproxima da rotina profissional, possibilitando o contato com a aprovação de projetos, reforma e/ou ampliação", conclui Gabriela.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Blumenau pronta para crescer
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro