Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

5 PERGUNTAS, 5 MINUTOS

“Tenho o dom do relacionamento e da amizade”, diz Lírio

Com o prefeito eleito de Xaxim, Lírio Dagort (PSD)
Por: LÊ NOTÍCIAS
04/10/2016 09:17 - Atualizado em 04/10/2016 14:54
Lírio Dagort destacou ao repórter Felipe Giachini as primeiras ações que implantará em 2017 (Foto: Janquieli Ceruti/LÊ) Lírio Dagort destacou ao repórter Felipe Giachini as primeiras ações que implantará em 2017 (Foto: Janquieli Ceruti/LÊ)

Prefeito eleito de Xaxim, Lírio Dagort (PSD), de 59 anos, alcançou 35,9% dos votos e comandará o município na gestão 2017/2020. Ao lado do vice, Adriano Bortolanza (PSD), de 33 anos, o empresário planeja um governo enxuto e voltado às comunidades mais necessitadas do município. Ele, que governou Xaxim entre 2005/08, destaca que apresentará todas as dívidas atuais da Prefeitura de Xaxim e que buscará recursos estaduais para normalizar a situação municipal.


LÊ NOTÍCIAS: O senhor obteve 6.185 votos. Como irá retribuir essa confiança a Xaxim?

Lírio Dagort: Agradeço a expressiva votação que recebemos e a cada um que confiou em nós. A partir de 1º de janeiro, vamos atender a toda a população com humildade, dignidade e transparência. Vamos mostrar para a comunidade como o nosso grupo administra o município. Tivemos a melhor proposta e o povo entendeu isso. Não foi tanta diferença, mas foi a diferença que nós precisávamos para poder mostrar mais uma vez o nosso trabalho.

LÊ: Duas eleições disputadas e duas vitórias. A que se deve o êxito em ambos os pleitos?

Lírio: É resultado de nossa equipe, conjuntura e trabalho. Temos sempre Deus no coração. Respeitamos sempre as pessoas, sem precisar fazer ataques pessoais como nossos adversários sempre fizeram. Esse tipo de ataque é coisa do século passado. Estamos no século XXI. Não cabe mais que pessoas tão pequenininhas falem dos adversários. Ao invés de mostrar projetos ficam falando coisas ruins na tentativa de atingir o outro. Isso não é projeto de governo. Projeto de governo é mostrar que é capaz e competente. Devo minha vitória aos meus amigos, familiares e lideranças em todo o País. Tenho o dom do relacionamento e da amizade. Esses amigos eu não comprei. Xaxim soube votar certo mais uma vez. Nossos eleitores sabem do respeito que tenho com todos e do olhar com os menos favorecidos. Essa é a grande diferença.

LÊ: Quando o senhor deve anunciar a equipe? Quais serão os critérios para escolha dos colegas de trabalho?

Lírio: Vamos começar a pensar nisso mais para o final do mês, pois temos que já começar a organizar. Agora no final de outubro viajarei para Florianópolis para começarmos a discutir os projetos para entrar no Plano Plurianual. Assim, já traremos os resultados no início do ano. A escolha dos secretários e diretores vai ser pela qualificação de cada um. Vamos colocar o mínimo possível de pessoas, até porque estamos com 57% da folha e temos que reduzir ela ao máximo para pagar as contas da prefeitura para que volte a ter crédito. Eu e o Adriano somos empresários profissionais e não políticos profissionais. Iremos administrar a prefeitura como se fosse uma empresa para dar dignidade e honradez ao nosso município.

LÊ: Quais deverão ser suas primeiras ações após a posse?

Lírio: A primeira ação será fazer uma auditoria na prefeitura para ver, realmente, o que aconteceu com nosso município. Sei como funciona, já trabalhei lá. Fizemos R$ 20 milhões de investimentos em apenas quatro anos e tínhamos muita dificuldade com repasses, já que o Governo Estadual só nos repassou R$ 700 mil. Sabemos que nesta gestão foram vendidos equipamentos e terrenos e que muita coisa foi doada. Veremos as despesas que foram feitas e com o que foi gasto o dinheiro público. São praticamente R$ 26 milhões de dívidas, pelo menos R$ 14 mi desses com INSS. Já nos primeiros meses, vamos buscar valores com o Governo do Estado para dar viabilidade ao nosso município. Colocaremos pouca gente dentro da prefeitura nos primeiros seis meses justamente para diminuir gastos. Todo o mandato será assim, de valorização aos concursados e poucos cargos comissionados.

LÊ: A Lei de Transições garante que o senhor conheça a situação da Administração logo após a vitória nas urnas. Quando o senhor deverá sentar-se com o prefeito Orso?

Lírio: Vamos montar uma equipe de transições, que falará com o Orso. Estamos nos organizando para isso, já que a lei nos permite. Faremos ela da melhor forma possível, respeitando os funcionários, que são da prefeitura e não de um partido político. Tudo será feito com tranquilidade, pois isso não é problema para nós.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro