Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

Geovania agiliza filiação de Merisio; Novo PSDB; Bruno capitaliza na CPI; PDT se ajusta; Daniel Freitas vira grife bolsonarista; Eleição no TJSC

Por: Marcos Schettini
03/12/2019 01:35 - Atualizado em 03/12/2019 01:45

Tudo tranquilo dentro do TJSC

Rodrigo Collaço passou todos os últimos 70 dias sem comparecer a qualquer evento em que ficasse exposto às perguntas sobre a eleição de amanhã pelo controle da Mesa da qual tem honrado dirigir com sua singular competência e ética. Não poderia, por qualquer termo dito com uma interpretação direcionada, inclinar dúvidas de isonomia no pleito. O compromisso demonstrado para dar luz tecnológica e velocidade às ações, foram bandeiras que elevou-o ao mais alto do Poder Judiciário. Respeitado por todos os quadros que vão às urnas, passou ileso na disputa interna. Não precisa elevar a voz quando, ali para todos verem, deixa as digitais de transparência, respeito e dignidade. Seu nome ventila para amanhã pisar nas urnas partidárias até como majoritário em 2022, à moda Sergio Moro, igualmente visto neste ringue nacional. Falar do presidente daquela casa judicial sem ligar seu nome à simplicidade e arrojo demonstrado, é dizer a metade. Pior que isso, é o desperdício de seu coroamento longe do debate eleitoral. Qualquer que seja o próximo presidente que sair amanhã, fica sempre contemplado.


Debate

Geovania de Sá vai estar com sua bancada federal para dar luz às propostas do ministro Moro. Excludente de ilicitude, um cheque em branco para a polícia matar, entra no tema. A presidente do PSDB de SC vai jogar dentro da decisão do partido e votar. Hoje ela joga total pelo projeto do ex-juiz de Curitiba.

Alheia

Não se viu qualquer manifestação da OAB sobre o tema excludente de ilicitude do ministro Moro. Nunca, em nenhum momento da história, a entidade tem sido tão apática e terciária no que diz dos assuntos diretamente ligados à sociedade. A sede, pelo que se vê, perdeu luz em 2019.

Festa

A presidente do tucanato catarinense vai discutir com Gelson Merisio o formato de sua entrada no PSDB. Ele não teria ido à indicação de sua coroação na convenção, mas telefonou para a deputada. Se sentiu constrangido de seguir no ninho sem estar com a ficha assinada. Geovania de Sá quer trazer Dória ainda em dezembro.

Camarote

Marcos Vieira não foi à convenção do partido porque está fora das discussões futuras do partido. O deputado estadual foi presidente no melhor e pior momento do PSDB. Ligado ideologicamente a Aécio Neves, com quem falava permanentemente, João Dória é um corpo estranho. Está pagando para ver.

Sangria

Gelson Merisio entra na sigla com responsabilidade de dar luz ao partido e superar o que Marcos Vieira fez de grandioso até então. O deputado estadual ainda está com o corte aberto na artéria na hemorragia de 2018. A saída de Napoleão e a entrada do ex-presidente da Alesc é-lhe fatal.


Indiferente

Ao não comparecer à convenção que elevou Geovania de Sá à presidência do partido, Marcos Vieira fica isolado dentro do ninho. Valente na construção de um projeto político no ano passado, deu tudo errado para o PSDB. O deputado fica pela paciência do tempo para dizer o que vai fazer.

Protagonismo

De líder absoluto do partido, defensor pleno de Geraldo Alckmin, o PSDB tropeçou caindo de cabeça no maremoto bolsonarista que a todos engoliu. Sem ter o controle do partido, Marcos Vieira fica nos bancos do fundo. Como é fundador, o filho de Chico Ponciano vive um delicado momento. Sua indiferença com a convenção, diz tudo.

Movimento

A deputada Geovania, até pelas circunstâncias de trabalho que tem na Câmara, presidindo a Mesa muitas vezes, sua condição evangélica participativa, joga em Gelson Merisio a responsabilidade de reconstruir o partido. O ex-presidente da Alesc vai ter que se mexer. Superar Marcos Vieira é mais que fazer partido.

Dedo

Para comparecer em Florianópolis como candidato a prefeito, Vinicius Lummertz está produzindo um farto material para ganhar as redes sociais com conteúdo de sua trajetória em favor do turismo e em defesa das micros e pequenas empresas. Quer deixar seu ar empreendedor em favor de SC e da ilha.

Decidido

O atual secretário de Turismo de São Paulo tem raízes profundas em SC e um leque de trabalho nas áreas que domina. Ao pisar na Capital dos Catarinenses como nome sucessor, vai dizer o que pensa em favor dos temas que conhece. Se passar para o 2° turno, é outra eleição. Tem até agência já desenhada.

Ele

Bruno Souza rasgou o verbo ontem ao apresentar um quadro geral da Ponte Hercílio Luz. Mergulhado no tema bem antes de assumir como deputado, o membro do Novo passou todo o final de semana visitando vereadores descontentes com Gean Loureiro. Assume mesmo.

Firme

Celso Maldaner vai organizando grande agenda de trabalho ainda antes do Carnaval. O presidente do MDB quer deixar sua marca nos resultados eleitorais do ano que vem e não quer deixar a impressão de que está no comando do partido apenas por status quo. Quer resultado. A majoritária de 2022 passa por isso.

Aguerrido

Prefeito de Bombinhas, Paulinho não somente tem em sua antecessora a voz para ganhar recursos em favor do município, mas também como cabo eleitoral motor v8. A deputada Paulinha joga na recondução do parceiro de chapa de 2016 para olhar a majoritária em 2022, casada na chapa com Carlos Moisés.

Trabalhismo

Depois que o PSL abandonou Carlos Moisés, o PDT de Paulinha e Rodrigo Minotto chegam com tapete vermelho na Casa d’Agronômica. A deputada é nome para compor com o marido de Késia e Minotto costura a cadeira de Clésio Salvaro. Ciro Gomes está no projeto vendo-se centro no extremismo de Lula da Silva e Bolsonaro.

Quieto

Daniel Freitas, o deputado Ferrari do Aliança em SC, aquietou-se. Tem uma tarefa forte para construir o partido do presidente e está em seu nome liderar o projeto. Caiu na graça de Eduardo Bolsonaro para a missão. Caroline De Toni e Cel. Armando, jogam nesta linha. Fora das urnas nas municipais em Criciúma, é disputado à exaustão para oferecer apoio.

Ligado

Clésio Salvaro não olha para fora da janela para ver as movimentações de seus opositores. Tem em mãos um arsenal de contatos que listou e tem utilizado como comunicação nas redes sociais. Sua equipe sua para manter o pique de trabalho e jogar o prefeito nas frentes de discussão do mandato que realiza. PhD em educação e simpatia, o tucano capitaliza muito 2020.



Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro