Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

CONQUISTA

Ginasta mirim chapecoense mostra garra e superação em competição estadual

Por: LÊ NOTÍCIAS
04/12/2019 09:14 - Atualizado em 04/12/2019 09:15
Acervo da Família Ames Aos sete anos, Olívia já coleciona medalhas das competições que participou, representando Chapecó Aos sete anos, Olívia já coleciona medalhas das competições que participou, representando Chapecó

Por Vitória Schettini

No competitivo mundo dos esportes, os atletas mais persistentes, resilientes e de­dicados são os que se des­tacam. Na ginástica rítmica não é diferente. Para a atleta mirim Olívia Ames, de ape­nas sete anos, isso se aplica bem. A pequena ginasta, que tem sete anos e já frequenta a Associação de Ginástica Rít­mica de Chapecó (AGIRC) há um ano, continuou treinando para a competição estadual mesmo com os pés machuca­dos. Os pais de Olívia, Talita e Tiago Ames, contam ao como foi o processo de trei­namento de Olívia, que não desistiu de competir.

Conforme Tiago, mesmo a filha ainda sendo criança, ela sabe o que quer e pelo o que está batalhando. “Sa­bemos que ela é guerreira e batalhadora, que tem um objetivo. Uma semana antes da competição estadual de ginástica rítmica, eu recebi uma mensagem dizendo que a Olívia não ia competir, pois ela havia machucado demais o dedinho e eu pensava que ela não ia conseguir compe­tir bem. Quando cheguei em casa, perguntei à minha filha se ela ia competir e ela disse ‘sim, vou competir’. Mesmo com dores físicas, ela seguiu andar com o coração, com a coragem. Ela não é somente mais uma entre tantas”, conta, com orgulho da filha.

Ele ainda relata que a filha é o melhor exemplo de su­peração que poderia existir. “Com apenas sete anos, Olívia decidiu vencer as dores físicas. É um exemplo herdado de muitas mulheres batalhado­ras, cheias de coragem e per­sistência”, conta ao .

Segundo os pais, a crian­ça iniciou no esporte quando aconteceu uma seleção em escolas com alguns profissio­nais da área e em meio a mui­tas outras crianças, Olívia se destacou e foi selecionada em razão de ser ativa e apresentar elasticidade corporal avança­da. “Depois da seletiva, nossa filha começou a treinar e atu­almente dedica-se na quadra duas vezes por semana”, rela­tam.

CONQUISTAS

Os pais revelam que, mes­mo com apenas um ano na AGIRC, Olívia já compete re­presentando o nome da Capi­tal do Oeste pelo país. “Ela já participa de competições, na fase municipal ela conseguiu o terceiro lugar e fase estadu­al, logrou êxito no segundo lugar. Olívia se motiva com as conquistas e desafios. Ela tem o amor e a paixão por fazer aquilo que gosta. Além disso, a AGIRC é uma grande famí­lia, onde ela faz muitos ami­gos e criam fortes laços para toda a vida”, destacam.

O pai de Olívia, Tiago, conta que para a filha, “a gi­nástica é uma forma de se realizar, vestir um uniforme, uma roupa estilosa e brilhante e parecer uma fada. Mostrar em quadra tudo aquilo de que é capaz, aprender com os er­ros e evoluir. Ginástica rítmi­ca pra Olívia é vida, é constan­te evolução é nada mais nada menos que pura arte”, finaliza.


Outras Notícias
Alesc - Outubro - Mobile
Fiesc Outubro - Mobile
Zagonel - Outubro - Mobile
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro