Close Menu

Busque por Palavra Chave

AQUI TEM GOVERNO

Memórias do Campo | Final de Ano Abençoado

Por: Luiz Dalla Libera
20/12/2019 09:47 - Atualizado em 20/12/2019 09:48

Com essa coluna, estarei encerrando as colunas no Jornal LÊ NOTÍCIAS, sendo essa a de número 103. Voltarei a escrever após as férias, somente em 2020, sempre se a direção me permitir. Acredito que não vão rejeitar as colunas, porque até hoje nenhuma foi rejeitada ou deixou de ser publicada pelo Jornal. Apesar de que algumas foram ferrenhas, relacionadas aos nossos atuais governantes ou ex-governantes.

Uma professora de Xanxerê foi minha educadora no Centro de Educação para Jovens e Adultos (CEJA) e me elogiou muito pela coluna publicada pelo na edição nº 1501 de 12 de julho de 2019, cujo título era “Era só isso que poderíamos esperar”. Ela me perguntou se a direção do Jornal não tivesse cortado as minhas colunas, eu a informei que esse Jornal em políticas públicas tem uma divulgação com muita seriedade e dignidade. Com toda a certeza, é um veículo de comunicação genuinamente particular e privado, livre e independente a qualquer sigla partidária.

Além disso, todas as minhas colunas foram de minha inteira responsabilidade e credibilidade, 100% de minha autoria. Porém, o não é mula de carga de anúncio, é responsável igual aos outros meios de comunicação, pelos desabafos, em defesa dos direitos dos cidadãos brasileiros e estrangeiros, obrigado a este valoroso Jornal.

Só posso desejar um Feliz e Santo Natal e um próspero e venturoso Ano Novo, que a cada ano seja sempre melhor, ótimo e superlativo a vencer todas as dificuldades da vida e trabalho a todos, em especial aos simpatizantes deste Jornal. São os sinceros votos deste colunista.

NATAL CRISTÃO OU DA ILUSÃO?

O Natal é a festa mais esperada do ano, há troca de presentes, entrega de cesta de Natal para quem não tem comida suficiente e muitas viagens a fim de visitar os parentes e familiares a longas distâncias. Natal também é a festa mais comercializada. As indústrias e o comércio iludidos pela propaganda explora exaustivamente a população de comprar e gastar.

Quem não tem dinheiro, pode-se sentir envergonhado, para não ficar fora dessa “convulsão social”, compra em prestações no cartão de crédito ou fazem empréstimos nas financeiras, o que se torna uma dificuldade muito grande para pagar. O Papai Noel destronou a verdadeira recordação do nascimento de Jesus, trocando-a pelo “bom velhinho”, que está em todos os lugares “enganando o povo e engordando o comércio”.

Os cristãos testemunham com a frase “o Natal é o nascimento do nosso Salvador Jesus Cristo, centro de toda a história humana. Na prática, porém, não é assim! Contentamo-nos a participar da preparação dos encontros de grupos de reflexão, a celebração natalina, isso é o que mais nos convém, deixando a maior parte do tempo para os “Natais Sociais”.

O pior é que, a cada ano que passa, também nos acostumarmos que deve ser “assim mesmo”... E o Cristo continua em segundo plano! Deixar-se consumir pelo capitalismo, isso é, celebrar um Natal Cristão com mentalidade de pagão. É um grande pecado!

Porém, há cristão que, por exemplo, do sal e do pagamento e conservam e perseveram num Natal sóbrio e pobre, eu não me envergonho no Natal a passar com as compras simples sem luxo, nem aparato, porque o menino Jesus nasceu em uma estrebaria de animais, esse foi o verdadeiro dos Natais, após só três Reis Magos se recordarem a visitá-lo. Melquior, Gaspar e Baltazar, levaram seus presentes, que eram ouro, incenso e mirra.


Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro