Close Menu

Busque por Palavra Chave

Salvaro reforça na Educação; Tubarão doce; Ilhota dividida; Piruka provoca; Lunelli cobra governo; Ralf arruína Moisés

Por: Marcos Schettini
29/01/2020 13:46
Solon Soares/Alesc

Da antessala para o inferno da cassação

Carlos Moisés até respirou aliviado quando, ontem pela manhã, sinais da Alesc indicavam que o pedido de impeachment estaria sendo levado ao arquivamento pelos membros da Mesa da Casa. Mas à tarde, o defensor público Ralf Zimmer Júnior levou documentos que dissolvem qualquer possibilidade de esperança do governador escapar da cassação. A procuradora citada no texto foi omissa, para não dizer mentirosa, se escondendo nas costas do desembargador Pedro Manoel de Abreu, decano dos mais respeitados e que presidiu o TJ, maquinando em favor do chefe da gestão de SC. E, nesta lógica, jogou sujo com os deputados.

Com isso, seu tropeço no Legislativo só não ocorre, de fato, por uma questão de mexidas políticas. Se for levado em consideração a comprovação da improbidade, como está na outra parte da peça protocolada na Casa nesta terça, tanto o titular quanto a vice, que assumiu o governo em janeiro, não revogando o ato, assinam juntos a própria sentença de degola. Se for feita uma pesquisa entre entidades empresariais, políticas, econômicas e judiciais, o desejo é pela derrubada, embora todo o silêncio. A forma como Moisés tem dado tratamento a todos, é vista como desrespeitosa tanto no que diz quanto nas atitudes que toma. É atrevido, malcriado, desaforado.

A foto no Instagram onde produz cerveja na residência oficial nestes tempos de crise institucional, é vista nesta linha de raciocínio. Ele ri do catarinense sem dar satisfação de seus equívocos e não estaria nem um pouco preocupado, achando-se acima de tudo e todos. Julio Garcia poderia dar seguimento de arquivamento. Mas pelas novas evidências, arquivo em anexo, fica imediatamente limitado a isso. A tramitação deverá, agora, ir adiante com o chamamento de testemunhas, nacionais e estadual, de peso e respeito, para argumentarem judicial e moralmente.


Abaixo, entenda o caso de acusação e defesa:

Impeachment Novo Documento.pdf

Nota da Procuradoria.pdf


INJEÇÃO

Clésio Salvaro jogou pesado em favor dos professores do município e bateu martelo integral no reajuste de 12,84% à categoria. O lance do aumento beneficia todo o corpo do ensino concursado e o prefeito flerta com os educadores que multiplicam vozes pela reeleição. O tucano dá um pulo salarial que ultrapassa 5 mil mês como um dos mais alto do Estado.


VENHA

Se Jorge Boeira sai da disputa de outubro, Clésio se aproxima com mais leveza de sua reeleição. O filho de Olivia Ronchi Salvaro joga nos exemplos de trabalho e afina a equipe para estimular a simplicidade e o respeito aos adversários. Trabalha para que o repeteco municipal ocorra pelo convencimento da nova Criciúma que afirma construir.


OLEIRO

Ceramista, Clésio coloca as mãos no barro para moldar o piso, rumo a outubro, de forma firme. Foge do debate tolo, aquele que o descuido chama para o tropeço, se mantendo tranquilo. Está nele, e em sua particular sensibilidade de equipe, conduzir nesta direção. Até porque, indo como demonstra, não pode quebrar a jarra por mergulhar no desnecessário.


DÚVIDA

Luciano Menezes, até ontem arquiteto presente no projeto de Joares Ponticelli em Tubarão, tem tentado se descolar do prefeito progressista, mas não tem argumentos para atacar o governo onde, sempre presente, esteve à mesa. Com o inferno astral de Carlos Moisés, ser seu candidato a prefeito é uma arapuca perigosa para quem é empresário de sucesso. Está repensando.

SERPENTINA

O prefeito de Tubarão aproveita a festa de Momo para reunir sua equipe e comemorar o aniversário de 150 anos do município. Vai colocar o bloco na rua e produzir o melhor samba-enredo que movimente sua população para cair na folia da gestão de resultados. O calendário das atividades vai até o limite do começo eleitoral. Ponticelli e Caio Tokarski abraçados.


RENOVAÇÃO

Pipocando enquetes em várias cidades do Estado, o eleitor tem se direcionado pela troca nas Câmaras de Vereadores. Os nomes são colocados para avaliação e a mesmice é rejeitada. Os números finais não têm qualquer leitura científica, mas os eleitores não querem o mais do mesmo. Outubro deverá expurgar geral nos legislativos municipais.


RECADO

Érico de Oliveira vai ter uma chapa do PSL para enfrentá-lo na busca pela reeleição. Várias lideranças de Ilhota, inclusive o empresário Adenir Antonio da Silva, vão seguir a linha que construíram em 2018 com os testamentos de renovação que preparam para debater. O prefeito ulyssista sabe que, amizade à parte, o município é maior que todos e eleição é democracia.


PREPARADO

Lico saiu há anos de Xaxim rumo a Ilhota para desafiar os próprios sonhos. Foi recebido como cidadão e quadro de trabalho em Ilhota e olha-se como. Passados os anos, vive o debate forte das disputas eleitorais e motiva-se. Uma foto tirada ao lado do prefeito Érico de Oliveira teria vinculado seu nome em apoio à reeleição de outubro. A amizade é viva, mas eleição é política.


OPA

Leonardo Piruka tem chamado Fabrício Oliveira para o ringue eleitoral, questionando-o por evitar as licitações necessárias que sufoca o superfaruramento em contratações diretas. O vereador progressista joga pesado acusando-o de produção, subliminar, de Caixa 2 para a eleição. Opositor destemido, bate de frente com o prefeito de Balneário Camboriú.

ELA

Dileta Corrêa Silva, defensora de Jair Bolsonaro de cruz na testa, foi fundamental para dar impulso ao projeto do presidente da República na região de Balneário Camboriú em 2018. Agora no Republicanos, a empresária de hotelaria está na luta eleitoral e pode tremer o processo político de outubro. Está construindo o cenário e atraindo atenção política.


CADÊ

Antídio Lunelli mantém as atividades no governo de Jaraguá do Sul e se afasta de Carlos Moisés que, agora, passa pelo corredor polonês do impeachment. O governador não está nada bem no município e na região devido à demora na entrega da rodovia SC-108, com obras de tartaruga, que continua prejudicando muito o Norte. E o deputado federal Fábio Schiochet, presidente do PSL, sumiu.


FORA

Antonio Ceron está sendo motivado a sair da disputa eleitoral de outubro. O prefeito de Lages é visto como retirado do protagonismo há tempos. Ligado a Raimundo Colombo, foi presidente do PSD e secretário da Casa Civil. Na gestão da maior cidade da Serra, desapareceu da linha de frente. Como é quadro que vem se auto desnutrindo, a iniciativa de zarpar do pleito, é aguardada.


ENTROSAMENTO

Fábio Braga, ligadíssimo a Eduardo Pinho Moreira, assume presidência da Câmara de Florianópolis dia 04. São movimentações feitas por Gean Loureiro desenhando outubro de 2020. Não foi à toa a presença do marido de Nicole Torret no evento do prefeito da Capital no alargamento da praia de Canasvieiras. O MDB ilhéu, sem nomes, olha para Paulo Afonso.





Alesc - Outubro - Mobile
Floripa - Um novo amanhã - Mobile
Essenciais de Verão
Sorria Palhoça - Mobile
Criança com Visão - Mobile
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro