Close Menu

Busque por Palavra Chave

Moisés escapa do impeachment por força de Julio Garcia

Por: Marcos Schettini
05/02/2020 13:21 - Atualizado em 05/02/2020 13:22
Rodolfo Espínola/Alesc

O presidente da Assembleia Legislativa finalizou o calvário de Carlos Moisés e, em base do parecer da Procuradoria-Geral, não observou, em outras palavras, maldade do governador, afirmado por Ralf Zimmer Júnior. No documento, fica clara a posição de Julio Garcia em tirar o pescoço do Chefe do Poder Executivo de SC da forca.

A atitude do presidente da Casa, de fato, é em base em levantamento feito pela equipe jurídica do Legislativo e, embora caracterizada como política, o marido de Késia vai dormir esta noite mais tranquilo. Sem qualquer jeito no trato político, a vitória deste alcance vem diretamente de Douglas Borba, o super secretário da Casa Civil, que soube construir, dentro da visão política, o cenário de tranquilidade.

Agora, de posse de um sono tranquilo, depois de ser vaiado e não falar o que é necessário na Tribuna, lugar em que poderia ter enviado uma grande mensagem ao povo de SC e aos presentes na Alesc, Moisés vai para casa hoje mais cedo, relaxar e repensar seu modo estranho de convivência institucional.

É uma resposta mais do Chefe da Mesa Legislativa que necessariamente do inquilino d’Agronômica. Fica a dúvida eterna. Se outros pedidos de impeachment vão chegando, vai se eliminando aos poucos. Uma leitura de tudo isso fica demonstrada: Moisés e Julio Garcia selaram um pacto eleitoral para 2020.


Confira a decisão de Julio Garcia:


Confira o parecer da Procuradoria-Geral da Alesc:

Parecer da Procuradoria-Geral da Alesc.pdf


Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro