Close Menu

Busque por Palavra Chave

Ralf não desiste; Moisés em toques de caracteres; Guerra Mundial Z; O Inferno é aqui; O medo que mata

Por: Marcos Schettini
27/02/2020 10:22 - Atualizado em 27/02/2020 11:19

O medo que triunfa, coragem que vence

Se é difícil entender a dor, pior quando ela é coletiva. O País Tropical, abençoado por Deus, da Bossa Nova e a ginga de Pelé, tem Carnaval, coisas passam. SC é um exemplo de gente que trabalha e que há quem, sem trabalhar, também ganha poder. Mesmo assim, tem potencial grandioso para entender seus iguais e, pela leveza disso, dar vida de satisfação a todos. Está certo a frase afirmando que uma injustiça cometida contra um só homem, é uma injustiça contra toda a humanidade. Neste período de enterro de Momo, quando se imagina que todos os pecados cometidos serão perdoados com a quaresma, o sentimento aflora. Faz parte do homem se arrepender de seus erros quando, com as mãos nas feridas do Senhor do Bonfim, beija e faz o sinal da cruz. O gesto lapida e transforma, mas não evita em errar novamente. Às vezes até os mesmos. O humano é assim mesmo. Entende a estupidez que sustenta suas mentiras. Não evitando-se, é uma máquina perfeita de autoextermínio em qualquer tempo. Impressionante.


INCANSÁVEL

O defensor público Ralf Zimmer Júnior deu encaminhamento ontem à minuta elaborada por seu advogado Augusto Wanderlinde pedindo sequência ao andamento do impeachment do governador via TJ. O decano Pedro Manuel de Abreu, induzido pela Aproesc a errar, revogara despacho com texto sob fralda, impedindo que o odor fosse exalado.



REAL
Ralf Zimmer está caminhando sobre argumentos. Aguarda ao amadurecimento da indignação de policiais civis e militares com a mudança na previdência e a greve dos professores como espécie de combustão para alimentar a sensibilidade dos desembargadores para retomar o pedido de cassação de Moisés.



ESTOPA
No pedido de impeachment de Carlos Moisés, Ralf tem-se aguardado silencioso, mas em pleno movimento na construção do que ele chama imoralidade. Às escondidas, em favor dos procuradores, sujou SC. Baseia-se na própria bancada do PSL que cobra o mesmo para afirmar seu trunfo.



MORDAZ
A deputada estadual do PSL é o motor de arranque no calcanhar de Moisés para dar encaminhamento à cassação. Ana Campagnolo tem fartos materiais de falta de postura moral e ética que o governador fez em 2019, que sustenta sua decapitação. Ralf busca fôlego político de rejeição onde precisa.



PREOCUPAÇÃO
Embora seja apenas um caso e sob controle, o que mais foi visto ontem foi a demonstração de completa vigilância entre as pessoas nos aeroportos, supermercados, shoppings ou aglomerações. Se o carnaval, esticado até sábado, é gente sobre outras, a melhor resposta é dissolver comemorações.



ENTÃO
O governador Carlos Moisés, mais preocupado em fortalecer seu partido em SC, não deu uma só manifestação convincente à exceção do Twitter dedicando poucos caracteres para expressar sua miúda preocupação com uma possível pandemia que sinaliza no mundo.



MAIS
Com esta doença que pisou em solo brasileiro, colocando em xeque a economia do Estado e que limita as idas e voltas das pessoas, a Alesc deverá criar uma comissão para tratar do assunto. Se o governo distancia-se das precauções e não une forças de combate, as responsabilidades amentam.


PÂNICO
As distantes margens para colocar toda a sociedade em terror, aquilo que se lê como espécie de estado de espírito descontrolado, no individual e coletivo, isto é, ideias obsessivas de contaminação, não gerou um destempero fictício de Guerra Mundial Z, as coisas caminham nesta direção.



SATÂNICO
Peste Bubônica, Gripes Espanhola e Asiática, Guerras I e II, Bombas de Gás Sarin, Mostarda, Atômica, extermínio vegetal e animal, Ebola, H1N1, Peste Suína, Vaca Louca, Câncer, Lepra, Gonorreia, Sífilis, Aids, Torres Gêmeas, Mariana, Brumadinho, Enchentes, Novo Coronavírus. Inferno. Ódio de si.



INACREDITÁVEL
Fome, miséria, inveja, mentira, enganos, fraude, corrupção, autoritarismo, frieza, crack, cocaína, roubo, assassinato, lixo, poluição, fumo, álcool, baixaria, tortura, desmatamento, indiferença, doenças, perseguições, insuficiência, fratricidas, matricidas, obesidade, usura, falsidade, poder, caos. Socorro.



BACANA
Legal mesmo é ver os raciocínios nas redes sociais que combatem, entre si, as mesmas coisas todos os dias. Uns defendem aquele, outros estes. Machucam-se verbal, física e psicologicamente em um arsenal de idiotices digno de Guinness Book. Valentes de absolutamente nada, comem-se como zumbis saboreando a carne vencida.


APELAÇÃO
Quando chega o inferno de pandemias como o novo coronavírus, ajoelham e olham para o alto. Abraçam-se em um descobrimento tardio de fraternidade que, passada a onda de terror e ranger de dentes, apontam seus calibres novamente. Não é à toa que JC passou por este inferno e foi assassinado.



QUARESMA
A Campanha da Fraternidade de 2020 é mais um tema que passa desapercebido porque tolos não se enxergam. A palavra Vida que é o final pleno do resultado da política limpa, morre na indiferença. Entre Deus e o Dinheiro, o ser humano fica com o segundo. Não está preocupado com o sorriso sincero no rosto das pessoas.



ODOR
Bobagem de evangélicos e católicos. Não compreendem o significado. Ajoelham, colocam seus rostos colados ao chão, batem no peito pedindo perdão, mas, ao sair pela porta central da igreja, cospem nas mãos lavando-as à moda Pôncio Pilatos. Fé demais, fé de menos. Neste trocadilho.



DOR
Com o novo coronavírus, significa que já teve o velho, o ser humano é um sobrevivente de suas idiotices. Faz da política seus interesses, defecam na verdade e exaltam o engano. O cidadão, sem compreender sua existência, ri inocente da própria desgraça fulminante. Aquela que, de tempos em tempos, ceifa muitos.



Anúncio Radial 2
Campanha Agricultura - Mobile
Campanha Segurança Pública - Mobile
Campanha Santur
Rech Mobile
Alesc Facebook - Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro