Close Menu

Busque por Palavra Chave

Entrevista | Rodrigo Maia diz que é no Parlamento que a sociedade mantém esperança de crescimento do Brasil

Por: Marcos Schettini
04/03/2020 21:50 - Atualizado em 04/03/2020 21:57
Divulgação/LÊ Rodrigo Maia concedeu entrevista exclusiva ao jornalista Marcos Schettini nesta quarta-feira Rodrigo Maia concedeu entrevista exclusiva ao jornalista Marcos Schettini nesta quarta-feira

Poderoso e importante peça na República, Rodrigo Maia (DEM/RJ) preside a Câmara dos Deputados desde julho de 2016 e, neste período, tem dado um ritmo intenso de trabalhos em favor de reformas e fortalecido a importância do Parlamento na solidificação diária da democracia.

Nesta quarta-feira (04), ao lado dos parlamentares Carlos Chiodini (MDB/SC) e Isnaldo Bulhões (MDB/AL), o presidente da Câmara dos Deputados concedeu entrevista exclusiva ao jornalista Marcos Schettini e falou dos ataques sofridos pelo Congresso Nacional, sobre a aprovação dos vetos do presidente Bolsonaro e garantiu que “a democracia brasileira é uma democracia forte”.

Marcos Schettini: O senhor tem uma responsabilidade de manter a velocidade da casa, sendo o maestro positivo das reformas necessárias. Neste cenário, como avalia os ataques que o Congresso Nacional tem recebido?

Rodrigo Maia: A gente tem que acreditar na agenda, no projeto de mudar o Brasil, que é uma democracia onde os poderes governam em conjunto. Então se em alguns momentos há atritos com apoiadores do presidente, agressões ao Parlamento e ao Supremo, nós precisamos compreender que é um novo momento. Claro que isso gera um certo desgaste, mas não podemos esquecer nunca de que temos milhões de brasileiros desempregados, passando necessidade e fome. Então esse é nosso foco, a gente não pode perder tempo com coisas que não são fundamentais. São coisas que estão nas redes sociais, a maioria das vezes fake news agressivas e deselegantes. Mas a gente nunca pode esquecer que estamos aqui representando milhões de brasileiros que, por maior desgaste que o Parlamento possa ter em alguns momentos, é sempre aqui que a sociedade tem esperança de que as matérias possam ser aprovadas e a que gente possa fazer esse país a voltar a crescer e reduzir as suas diferenças.

Schettini: Em fevereiro o senhor entrega a Mesa. Qual a articulação que está sendo feita neste sentido?

Rodrigo Maia: Vamos trabalhar bem as pautas e assim a gente fortalece essa Mesa. Depois vamos construir, com os líderes, um nome que possa continuar esse trabalho de fortalecimento do Parlamento e de aprovação das matérias que, de fato, interessam a sociedade.

Deputados Carlos Chiodini e Isnaldo Bulhões acompanharam a entrevista de Rodrigo Maia concedida ao jornalista Marcos Schettini (Foto: Divulgação)

Schettini: O Congresso Nacional aprovou hoje os vetos do presidente Bolsonaro sobre o orçamento impositivo. Como preencher esta lacuna que repassava recursos aos deputados para levar aos Estados?

Rodrigo Maia: O resultado do PIB apresentado hoje, de 1,1%, com queda dos investimentos públicos, mostra que investimento público é muito importante. A gente faz as reformas para diminuir as despesas do governo para sobrar mais espaço para investimento. Claro que a gente espera que o setor privado invista no Brasil, mas parece que não houve o apetite necessário para investir. Os investimentos públicos são importantes. O que nós sempre dissemos aqui é que essa discussão sobre o orçamento é um falso debate. Emenda de relator existiu a vida inteira, só que agora está mais transparente. Antes ninguém sabia em que rubrica do orçamento estava, mas agora está claro. Sempre dissemos que a nossa discussão era sobre aquilo que havíamos adicionado na peça orçamentária enviada pelo Governo. Ontem, o presidente disse que a posição dele não tinha tido acordo, mas que o orçamento original do Governo estava todo preservado. Ótimo, é isso mesmo. É isso que nós gostaríamos, queríamos e aprovamos. Mas com o PLN que ele mandou, a parte que foi agregada pelo relator, é a parte que os deputados e senadores garantiram, além das emendas individuais e de bancada, recursos para prefeitos e governadores. Foi o resultado da semana e o resultado que a gente estava falando junto com a equipe econômica desde janeiro.

Schettini: Como o senhor olha a democracia hoje no Brasil?

Rodrigo Maia: A democracia brasileira é uma democracia forte. Temos ataques ao Supremo e ao Parlamentos, mas as instituições continuam funcionando de forma harmônica, mesmo com alguns atritos. O mais importante é que o Congresso Nacional continue cumprindo seu papel que é de representar os 210 milhões de brasileiros. O Parlamento representa a todos, o Governo uma parte. É por isso que na democracia é importante esse equilíbrio de forças, inclusive na aprovação da peça orçamentária.


Semasa Itajaí
Alesc - Novembro
Unochapecó
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro