Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

PELA 3ª VEZ

“Diferença de quatro votos me deram quatro anos de mandato”, destaca Noeli

Por: Janquieli Ceruti
05/10/2016 11:46 - Atualizado em 05/10/2016 14:58
 Noeli Dal Magro se mostra preparado para assumir novamente o Executivo (Foto: Felipe Giachini/LÊ) Noeli Dal Magro se mostra preparado para assumir novamente o Executivo (Foto: Felipe Giachini/LÊ)

Prefeito de Lajeado Grande por duas gestões, de 2001 a 2008, Noeli Dal Magro (PSD) venceu mais uma vez o pleito municipal e, a partir de janeiro, volta à Casa que conhece bem. Ele, que concorreu contra o primo Ronei Dal Magro (PT), obteve 809 votos, somente quatro a mais do que o segundo candidato. Os 51,12% dos votos foram suficientes para garantir a vitória de Noeli e seu vice, Rodrigo Barela (PP). Em entrevista exclusiva ao LÊ NOTÍCIAS, Noeli relembrou a ascensão de Lajeado Grande desde o dia em que assumiu pela primeira vez até quando entregou o cargo em 2008. Conforme o prefeito eleito, quando assumiu o gabinete pela primeira vez a receita municipal era de R$ 170 mil, que subiu para R$ 340 mil até o final dos mandatos. Já o Movimento Econômico tinha média de R$ 9 milhões por ano e cresceu para R$ 33 milhões.

“Em Lajeado Grande, se tirar o Ginásio de Esportes e um pavimento do Posto de Saúde, tudo o que tem lá foi a gente que construiu. Trabalhei muito na área social, inclusive com a construção de casas populares, coisa que nenhum dos outros dois prefeitos que passaram fez. Em 2001 a prefeitura estava totalmente sucateada, nas máquinas havia de sete a oito motores fundidos. Não tínhamos nenhuma ponte de concreto. Para atravessar dentro do município era com ponte de pau roliço. Foram feitas obras e mais obras. Tudo isso fez com que a comunidade confiasse em mim novamente”, destacou Noeli.

A vitória veio, mas as surpresas também. De acordo com Noeli, essa campanha foi atípica para ele. “Somente o PT lançou candidato ao Executivo e ele é um partido sem significância em Lajeado Grande, tanto que ele nunca colocou um vereador. Tanto é que é o único caso no mundo, porque o Brasil fica pequeno dessa vez, de um prefeito fazer quase 50% dos votos e não eleger nenhum vereador. Ali uniu-se os três ex-prefeitos e toda a equipe deles para bater contra nós e mesmo assim saímos vencedores”.

Durante a campanha, Noeli teve problemas de saúde e precisou se afastar por cerca de 10 dias, justamente nos últimos dias que antecederam o pleito. “Tive que deixar meu vice coordenando, juntamente com os outros colegas do grupo, e ainda consegui voltar a tempo para dar uma força e, com esses quatro votos de diferença, garantir os próximos quatro anos de crescimento para Lajeado Grande”, expõe ele ao destacar que a ansiedade foi grande durante a contagem dos votos, pois “até a quinta urna nós estávamos perdendo e na sexta e última urna alcançamos a vitória”.

PRIMEIRAS AÇÕES

Noeli e Lírio Dagort (PSD), prefeito eleito de Xaxim, devem viajar já na semana que vem a Florianópolis para protocolar projetos em secretarias do Estado e posteriormente em ministérios de Brasília. “Queremos incluir nossos projetos nas ementas parlamentares para trazer dinheiro para Xaxim e Lajeado Grande já em 2017. No meu caso, protocolarei projetos principalmente para a área social. A maioria dos meus eleitores é da população pobre e para esses que darei meu suor e se preciso for o meu sangue para fazer mais habitações populares e satisfazer meus eleitores. Cada um que passou por Lajeado fez uma parte, mas ainda há muito que ser feito. Nosso objetivo é fazer algo diferente. Para somente administrar folha de pagamento não precisa de um prefeito”.

APOIO ESTADUAL

Segundo Noeli, o PSD o convidou para fazer parte do quadro de filiados neste ano e o que o fez aceitar foi a credibilidade que o partido possui no Estado. “Com o nosso deputado Merisio e nosso governador Colombo não há dúvidas de que Xaxim e Lajeado Grande serão vistos com bons olhos e receberão boa parte de recursos para que possamos fazer tudo o que é tão esperado. Saí do PP, que tem 500 filiados no município, para ir para o PSD que tem 37 filiados, pois poderei agregar mais aos convênios de Lajeado Grande. Mas, sem esquecer-se da militância do PP, que foi meu partido do coração até pouco tempo. Agradeço imensamente a cada um deles”.

EQUIPE DE TRABALHO

O prefeito eleito deverá contar com o apoio dos vereadores da sigla para escolha da equipe de gestão, mas faz um apontamento. “Antes de completar equipe quero saber qual a real situação do município, pois segundo informações ele está sucateado. O atual prefeito financiou asfalto junto ao Badesc e quem pagará será nós. Ele não pagou nem sequer uma parcela. Vamos ter que tirar um pouco das secretarias da Agricultura e de Obras para pagar o asfalto que o prefeito fez, mas da assistência social jamais irei tirar, pois os recursos serão ampliados e não diminuídos”.

RELAÇÃO COM A CÂMARA

O bom relacionamento com os legisladores está nas expectativas de Noeli. Segundo ele, a relação sempre foi boa com a Câmara de Vereadores. “Temos seis vereadores do nosso partido [dos nove] eleitos nesta gestão, o que garante ainda mais o sucesso do trabalho em prol de Lajeado Grande. Mas, mesmo os vereadores da oposição, sempre aprovaram nossos projetos. Espero que desta vez seja do mesmo jeito, mesmo porque sou amigo de todos os vereadores que entraram e sei que todos querem o melhor para o município”.

FONTES DE RENDA

Que a agricultura é a principal força de Lajeado Grande não é surpresa para ninguém, mas conforme Noeli há outras áreas que garantem o desenvolvimento municipal. “No meu mandato consegui trazer algumas empresas, que geraram 150 empregos. Mas esse prefeito que está agora conseguiu perder 150 empregos. Agora, vamos ajudar em tudo que pudermos para trazer esses empregos novamente ao município. Os moradores estão precisando sair de Lajeado para trabalhar em outras cidades porque lá não tem emprego. Vamos fortalecer as empresas e o comércio local para que Lajeado Grande volte a ser o que era. Nosso município é exemplo em Educação e Saúde e ótimo para morar, é só ajustar algumas áreas e cresceremos muito mais”.

AGRADECIMENTO

Noeli, que teve de ausentar-se da campanha por problemas de saúde, fez questão de agradecer a Deus e a todos os munícipes que oraram por sua melhora, principalmente evangélicos. Também, Noeli ressaltou a importância do vice Rodrigo, dos cabos eleitorais, assessoria contábil e jurídica e do filho Thiago, responsável pela coligação. “Agradeço a todos que vestiram a camisa para me defender nessa eleição tão acirrada que foi em Lajeado Grande e, principalmente, ao povo que acreditou em mim pela terceira vez”.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Blumenau pronta para crescer
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro