Close Menu

Busque por Palavra Chave

MELHORIAS

Pais do Ceim Recanto Encantado fazem reivindicações

Brinquedos expostos em local improvisado denunciam necessidade urgente por melhorias (Fotos: Alvaro Busetto/Cultura AM) Brinquedos expostos em local improvisado denunciam necessidade urgente por melhorias (Fotos: Alvaro Busetto/Cultura AM)

Xaxim – O Ceim Recanto Encantado está em funcionamento desde o início deste ano em uma ala que estava desativada da Escola Neusa Massolini, isso porque o antigo local no centro de Xaxim, próximo à Aurora, segundo informações do secretário de Educação, Rubens Marafon, estaria precisando de muitas reformas e como o imóvel não é do município o investimento era inviável.

Antes do início das aulas, pais e professores do CEIM estiveram no novo espaço alguns dias antes e ficaram preocupados com o bem-estar das crianças, pois era necessário que a ala passasse também por adequações que foram prometidas em reunião pelo secretário. Na ocasião, a pedido dos pais, uma lista com adaptações foram exigidas, onde parte delas foi atendida como grades de proteção, limpeza do local e a climatização das salas. Passados quase dois meses, algumas pendências por parte da Secretaria preocupam pais e professores.

Na noite da terça-feira (21) uma reunião com pais, professores e com o promotor de Justiça Simão Baran Junior foi realizada nas dependências da unidade de ensino com objetivo de cobrar as melhorias no local e após ouvir o relato dos pais uma ata foi feita com os pedidos formalizados do que é necessário para tornar o ambiente seguro e adequado para o funcionamento do Ceim Recanto Encantado.

PEDIDOS E SUGESTÕES*:

  1. Parque de diversões adaptado para as crianças, pois o que tem no local possui brinquedos altos e fora dos padrões. Segundo direção da escola, o secretário disse que os brinquedos próprios do Ceim serão colocados no novo espaço para o lazer das crianças;
  2. Pintura das salas e conserto de forros;
  3. Acesso ao Ceim, que ainda possui pontos que apresentam risco de acidentes para as crianças;
  4. Colocação de corrimões e grades e uma das escadarias;
  5. Refeitório e sala dos professores individuais. Atualmente os dois ambientes dividem o mesmo espaço e isso compromete o trabalho da escola;
  6. Adequação do banheiro do infantil I com vasos e pias adequadas;
  7. Parede ou estrutura fechada no corredor que liga salas para os banheiros. O local possui apenas grades e quando chove acaba entrando água, e com a chegada do inverno a preocupação é com o frio e o vento.

*As sugestões dos pais foram enviadas em ata para o secretário Rubens Marafon e para o promotor, e incluem as reformas no local atual, o retorno ao antigo espaço mediante revisão da parte elétrica ou a disponibilidade de outro espaço adequado.


NOTA OFICIAL

(na íntegra)

Bem, sobre a coluna de Junior Chisté falando sobre o CEIM Recanto Encantado, como pai de aluna do CEIM e com liberdade de expressão, liberdade esta que o próprio autor do texto acima tem, não posso concordar com algumas ideias, principalmente do título. Conhecendo a maioria dos pais do CEIM Recanto Encantando, posso falar com firmeza que eles conhecem o que é uma escola, e mais conhecem onde estão deixando seus filhos para excelentes profissionais, em excelente unidade de ensino com muita qualidade, melhor até que muitas privadas. Quanto ao ser público não vejo nada de mais, eu mesmo e minha esposa estudamos e formamos nosso caráter no ensino público estadual e municipal.

Os pais do CEIM sempre participaram e colaboraram com o local onde seus filhos estão passando maior parte do tempo, eventos, rifas, discussões e o próprio Dia da Família na Escola sempre com boa adesão e interatividade entre pais, filhos e professores. A discussão em torno do CEIM é sobre simplesmente o que foi acordado entre pais, professores e secretario de educação dias antes das aulas iniciarem em um local que não tinha condições de iniciar suas atividades, desta forma algumas reformas foram viabilizadas, outras em conversa com o próprio secretário já estão sendo agilizadas. Os pais não estão exigindo uma hiper estrutura como o texto fala, até porque no antigo espaço nunca houve reclamação por parte de um pai, e olha que a estrutura é antiga, mas com um espaço amplo que atendia as necessidades dos professores e alunos. "Os pais precisam conhecer uma escola". Os pais conhecem a escola tenho certeza disso e apenas querem as coisas básicas pensando na saúde e segurança dos filhos e também dos professores.

Em uma reunião nesta semana como o promotor Simão Baran Junior foi feita uma ata que deve estar sendo disponibilizada para o secretário de educação bem como para o próprio promotor com os pedidos básicos dos pais e sugestões.

Atenciosamente, Alvaro Busetto.



Outras Notícias
Alesc - Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro