Close Menu

Busque por Palavra Chave

NOVIDADE

HRSP vai adotar método japonês para agilizar atendimento de emergência

Por: LÊ NOTÍCIAS
30/03/2017 15:23 - Atualizado em 30/03/2017 15:23
O método tem o intuito de melhorar o fluxo de pacientes (Fotos: HRSP) O método tem o intuito de melhorar o fluxo de pacientes (Fotos: HRSP)

Com o propósito de assegurar um atendimento de qualidade à população, o Hospital Regional São Paulo (HRSP) – ASSEC, de Xanxerê, implementou recentemente o Núcleo Interno de Regulação (NIR). O núcleo trabalha para a ocupação eficiente dos leitos do SUS, além de ser responsável pela comunicação entre o hospital e a Central de Regulação de Leitos, em Chapecó, assegurando o fluxo contínuo das informações e das internações. Uma das primeiras ações do NIR será a implantação do método Kanban na emergência para agilizar o atendimento e melhorar o fluxo de pacientes.

Conforme a enfermeira coordenadora do NIR, Gislaine Boscheti da Campo, o núcleo trabalha para que os leitos de internação hospitalar SUS sejam ocupados de modo controlado e ágil, o que gera eficiência. O núcleo atua também no setor de emergência, monitorando tempo de permanência do paciente na observação, auxiliando a equipe multidisciplinar no processo de permanência, alta, internação ou transferência por meio do método Kamban.

Método Kanban

O Kanban é um método japonês usado no início pela indústria de peças automobilísticas, mas com o passar do tempo, pela eficiência, ele passou a ser usado em hospitais como uma forma de gerenciamento de leitos através de cores. “No ambiente hospitalar o Kanban é uma ferramenta de qualificação do gerenciamento do cuidado, através da qual podemos identificar o paciente, suas necessidades prioritárias, a equipe responsável, facilita a localização do paciente na emergência e pode indicar o tempo de permanência dele, entre outras funções”, explica a enfermeira.

A iniciativa tem como objetivo melhorar o fluxo de ocupação dos leitos, fazendo com que os pacientes sejam atendidos de forma mais ágil e dinâmica, evitando períodos prolongados de permanência na emergência, liberando leitos para outras pessoas e aumentando a qualidade da assistência.

O método Kanban vai permitir à equipe identificar visualmente o tempo de permanência do paciente atendido na emergência, “dessa forma, com a utilização das cores, vão ser acompanhados todos os pacientes que derem entrada na emergência. Isso, para que dentro de um período pré-definido eles deixem a unidade, de alta para casa, por apresentarem melhora ou se for necessário, são internados na instituição ou, ainda, transferidos para outros centros”, comenta.

Para que o projeto possa ser colocado em prática, enfermeiros da instituição e profissionais que atuam na unidade passaram por uma capacitação.


Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro