Close Menu

Busque por Palavra Chave

NOVO CICLONE

Inmet emite alerta máximo para fortes chuvas com previsão de baixa pressão na divisa de SC e RS

Por: LÊ NOTÍCIAS
07/07/2020 16:29 - Atualizado em 07/07/2020 16:44
Reprodução/Inmet Alerta do Inmet é para divisa do Rio Grande com Santa Catarina durante a noite de terça-feira (07) e madrugada de quarta-feira (08) Alerta do Inmet é para divisa do Rio Grande com Santa Catarina durante a noite de terça-feira (07) e madrugada de quarta-feira (08)

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu às 16h desta terça-feira (07) um alerta de nível 4, com grau de severidade de grande perigo, para regiões da divisa de Santa Catarina e enorme faixa do território gaúcho, apontando para grande acúmulo de chuvas, superior a 60 mm/h ou acima de 100 mm/dia. Ainda, de acordo com o Inmet, há risco de grandes alagamentos, transbordamentos de rios e deslizamentos de encostas, em cidades com tais áreas de risco.

As projeções feitas pelos modelos de previsão numérica europeu (ECMWF) e pelo modelo norte americano (GFS) apontam para um ciclone menos intenso do que o que se formou no litoral do Rio Grande do Sul entre 30 de junho e 1° de julho de 2020. Mas isto não elimina o alto risco de temporais que podem ocorrer no Sul do Brasil novamente até esta quarta-feira (08).

Ambos os modelos estão prevendo a organização completa da baixa pressão atmosférica sobre a divisa do Rio Grande com Santa Catarina durante a noite de terça-feira (07), mas com pressão acima de 1000 hPa. A baixa pressão atmosférica se desloca para o mar, entre estes dois estados na madrugada/manhã de quarta-feira (08), mas com valor próximo de 1000 hPa.

No decorrer da tarde e noite desta quarta-feira, a baixa pressão vai para o oceano e aprofunda, a pressão do ar cai mais e fica abaixo dos 1000 hPa, mas isto acontece já longe do continente, em alto mar. Normalmente, a pressão de um ciclone costume se manter entre 980 e 1005 hPa (sigla para hectopascais, unidade usada para medir a pressão no centro do ciclone). Quanto menor a pressão, maior será a força do ciclone, que pode atingir intensidades similares a de um furacão, caso a pressão caia drasticamente

A medida que a frente fria estiver avançando sobre o Sul do Brasil, as áreas de chuva se espalham em direção ao Vale do Itajaí, norte de Santa Catarina e o Paraná, mas já com menos intensidade. Assim, os volumes de chuva para estas regiões não devem ser muito elevados

Uma forte massa de ar frio de origem polar vai avançar sobre o Sul do Brasil a partir da quarta-feira (08), despencando as temperaturas no fim desta semana. De forma geral, as previsões são de rajadas de vento entre 70 km/h e 90 km/h, podendo ocorrer de forma generalizada em praticamente todo o Rio Grande do Sul, no Oeste de Santa Catarina, no Sudoeste e Sul do Paraná. É alto o risco de temporal e ventania na Grande Porto Alegre e Grande Florianópolis, onde as rajadas podem ser da ordem de 100 km/h.

  • Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Outras Notícias
Alesc - Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro