Close Menu

Busque por Palavra Chave

Transparência Criciúma

INDÚSTRIA 4.0

Desafios e oportunidades são apresentados em palestra

Por: LÊ NOTÍCIAS
31/03/2017 09:59 - Atualizado em 31/03/2017 09:59
Diretor regional do Senai/SC Jefferson de Oliveira Gomes falou sobre indústria 4.0 (Foto: MB Comunicação) Diretor regional do Senai/SC Jefferson de Oliveira Gomes falou sobre indústria 4.0 (Foto: MB Comunicação)

Imagine uma fábrica onde tudo ocorre como planejado, com processos de produção eficientes, autônomos e customizáveis. Isso é possível com a nova onda da Revolução Industrial, que ganha denominações como indústria 4.0, internet industrial, indústria avançada ou manufatura avançada. O assunto foi abordado nessa quarta-feira (29), em Chapecó, durante a palestra Entendendo a Indústria Avançada, apresentada pelo diretor regional do Senai/SC Jefferson de Oliveira Gomes, que também é professor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e consultor da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

A palestra integrou a programação do Despertar 4.0, a iniciativa que ocorre nessa semana em Chapecó com o objetivo de sensibilizar empresários e trabalhadores sobre o tema. Promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/SC), entidade da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), o evento ofereceu de forma gratuita cursos especiais direcionados a adolescentes, mulheres e profissionais a partir de 40 anos.

A indústria 4.0 tem como base a digitalização, inteligência artificial, sensoriamento, robótica colaborativa e manufatura híbrida. De acordo com Gomes, isso mudará não apenas a forma de produção, mas os valores para as empresas e as pessoas. “Um exemplo é o trabalho home office. As organizações poderão medir a produtividade”, comentou. Na opinião de Gomes, as novas tecnologias promoverão profundas mudanças no mercado de trabalho. Ele destacou que o novo modelo exigirá alterações na legislação trabalhista, flexibilizando aspectos como o trabalho conjunto de homens e máquinas – dado o crescimento esperado da presença de robôs colaborativos – e terceirização. “Aquelas funções que não queremos para nossos filhos serão realizadas por máquinas”, previu.

Gomes observou que 30% dos empregos atuais não existiam dez anos atrás e 65% das crianças hoje executarão empregos que não existem atualmente. Com o intuito de preparar as pessoas para esse novo mercado de trabalho, o diretor do Senai/SC enfatizou que a educação é fundamental. “Precisamos de um novo formato de educação que seja atrativo para os jovens e que inclua os mais experientes na tecnologia”, avaliou.

Na indústria 4.0, as decisões passam a ser tomadas sem a participação humana, a partir da conexão entre máquinas, plantas fabris, matérias-primas e o produto final. Gomes reforçou que a robótica tem avançado intensamente e a tendência é reduzir os custos. Essas mudanças devem ocorrer até 2020. “Pode parecer algo muito distante, mas várias dessas tecnologias já estão sendo usadas. Nos próximos anos, elas serão aprimoradas e consolidadas”, finalizou.


Outras Notícias
Transparência Criciúma 2
Anúncio Radial 2
Palhoça Parques
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro