Close Menu

Busque por Palavra Chave

SUPERSALÁRIOS: Remuneração de seis executivos da Celesc ultrapassa R$ 1,4 milhão em julho

Salários multiplicados por seis, devido aos pagamentos do PLR, ainda não foram publicados no Portal da Transparência
Por: LÊ NOTÍCIAS
09/07/2020 20:47
Dóia Cercal/Secom Diretor-presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, tem contracheque de 276.200,16 em julho Diretor-presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, tem contracheque de 276.200,16 em julho

Cleicio Poleto Martins é diretor-presidente das Centrais Elétricas de Santa Catarina, a Celesc, estatal catarinense que é umas das maiores empresas do Estado e do Brasil, com receita líquida que ultrapassou R$ 7 bilhões em 2018. Nomeado pelo ainda então eleito governador Carlos Moisés da Silva em dezembro de 2019, Cleicio terá o contracheque de julho fechado em mais de R$ 260 mil.

Todos os meses, Poleto Martins recebe R$ 46.033,36 para presidir a Celesc. De acordo com reportagem do jornal Notícias do Dia, em julho, a empresa pagou a Participação de Lucros e Resultados (PLR) para os 3.386 servidores. Para os membros da diretoria, o salário chega a ser multiplicado por 6. No caso de Cleicio, a multiplicação representa o supersalário de R$ 276.200,16.

A multiplicação de salário por 6 se restringe aos membros da diretoria. Para os servidores, o critério de distribuição da participação nos lucros é diferente. Em média, os servidores recebem o salário multiplicado por 1,6.

Além de Poleto, outros cinco executivos integram a diretoria da Celesc: Pablo Cupani Carena (diretor de Geração, Transmissão e Novos Negócios e de Gestão Corporativa), Sandro Ricardo Levandoski (diretor de Distribuição e Comercial interino), Claudine Furtado Anchite (diretora de Finanças e Relações com Investidores), Fábio Valentim da Silva (diretor de Assuntos Regulatórios e Jurídicos) e Marcos Penna (diretor de Planejamento e Controle Interno).

Todos eles recebem salário bruto mensal de R$ 38.799,55. Sob o critério exclusivo dos diretores que podem ter os salários multiplicados por 6, os seis membros da diretoria receberam, juntos, R$ 1.440.186,66 em julho.

Cleicio Poleto Martins assumiu o comando da Celesc após a vitória eleitoral de Carlos Moisés da Silva (Foto: Divulgação)

O sistema de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) costuma ser aplicado como ferramenta de gestão para estimular a empresa a cumprir as metas. Nesse modelo, os servidores recebem um acréscimo no pagamento conforme o desempenho das equipes.

Apesar dos supersalários dos diretores não apresentarem ilegalidade, os valores chocam pela desproporção. O montante de R$ 1,4 milhão para 6 pessoas chama a atenção num mês em que o Estado ainda contabiliza os prejuízos, inclusive em toda rede elétrica, causados pelo ciclone bomba no dia 1º de julho, que ocorre em meio a uma pandemia com fortes efeitos econômicos.

No Portal da Transparência, a reportagem buscou os contracheques dos executivos dos meses de julho e junho para identificar o valor exato a ser recebido por cada um, mas o último arquivo disponibilizado é referente ao mês de maio.





Outras Notícias
Alesc - Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro