Close Menu

Busque por Palavra Chave

Sobe para 31 o número de municípios atingidos por tempestades em SC na sexta-feira

Por: LÊ NOTÍCIAS
17/08/2020 17:08 - Atualizado em 17/08/2020 17:09
Flavio Vieira Junior/Defesa Civil Empresas e residências foram afetadas pelo tornado em Tangará Empresas e residências foram afetadas pelo tornado em Tangará

Os tornados e tempestades que atingiram Santa Catarina na última sexta-feira, 14, provocaram estragos em ao menos 31 cidades catarinenses e danos em pelo menos cinco mil residências. O dado consta no último boletim divulgado pela Defesa Civil, na manhã desta segunda-feira, 17. Os eventos climáticos resultaram em fortes ventos e chuva de granizo em diversas regiões do estado. Uma pessoa morreu e dezesseis ficaram feridas por conta das tempestades.

A Defesa Civil estadual continua o seu trabalho de assistência aos atingidos. Até o momento, mais de 34,5 mil itens de assistência humanitária já foram entregues. Foram encaminhados para as áreas atingidas 74 rolos de lona, 550 colchões e 20,6 mil telhas, além de cestas básicas.

Dois tornados

Uma avaliação realizada pelos técnicos conclui que houve a formação de dois tornados em Santa Catarina na última sexta-feira. Segundo o Laboratório de Clima da Defesa Civil de Santa Catarina, o primeiro tornado fez um traçado nos municípios de Água Doce, Ibicaré e Tangará. Já o segundo tornado afetou o município de Irineópolis. O Sistema também provocou micro explosões e chuva de granizo intensa, como registrado no município de Vargem Bonita, onde 80% dos telhados de residências foram danificados.

Até o momento foram registrados 16 feridos, 848 pessoas desabrigadas e 650 desalojados. Quatro municípios estão com abrigos abertos para receber os afetados. Os tornados também trouxeram prejuízos econômicos com a destruição de empresas e indústrias na região. A situação mais complicada está sendo registrada na cidade de Tangará, onde indústrias de grande porte tiveram as instalações destruídas, afetando a vida de milhares de trabalhadores. “Além de dar suporte para a população, também visitamos estas empresas. O Governo do Estado vai buscar alternativas, como possíveis financiamentos para normalizar a produção e assim assegurar os postos de trabalho”, reforçou João Batista.

A prefeitura de Tangará informou que o tornado atingiu 80% das empresas do município. “Estamos solicitando o apoio para que os empresários retomem a produção e não ocorram demissões”, declarou o prefeito de Tangará, Nadir Baú da Silva.


Outras Notícias
Semasa Itajaí
Alesc - Novembro
Unochapecó
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro