Close Menu

Busque por Palavra Chave

Daniela Reinehr ataca Alesc; Rito inabalável; Moisés e Daniela crime contra Constituição; Eleição só depois do impeachment

Por: Marcos Schettini
31/08/2020 09:51 - Atualizado em 31/08/2020 09:53
Divulgação

Eleições só depois do impeachment

Se Rodrigo Fachini conseguiu consolidar seu nome dentro do PSDB de Joinville, aguarda Darci de Matos pelo PSD, Adriano da Catarinense pelo Novo, Fernando Krelling pelo MDB e Ivandro de Souza pelo Podemos. Napoleão Bernardes anuncia a candidatura de Ronaldo Baumgarten pelo PSD em Blumenau, Ivan Naatz corre em busca de um vice, JPK desenha sua liderança já reconhecida que navega no mesmo grupo de Mário Hildebrandt. Na Capital, Topázio Silveira Neto pelo Republicano, João Batista Nunes pelo PSDB e Gui Pereira pelo PSC, namoram Gean Loureiro. Clésio Salvaro aguarda os adversários tomarem posição enquanto Joares Ponticelli, do Progressistas, consolida em Tubarão. Em Chapecó, Marcio Sander no PSDB aguarda a construção estadual e João Rodrigues costura o retorno. Gigante Buligon aposta em Caroline de Toni com o retorno de Jair Bolsonaro ao PSL. E o Manda Brasa com Cleiton Fossá. Mas tudo passa somente depois da queda de Moisés e sua vice do terror.


ATAQUE

Garganta Profunda resolveu atacar o presidente da Alesc para esconder o crime que ela cometeu ao subscrever o aumento aos membros da PGE. Ela, assustada com os 35 a 5 da instalação da Comissão de cassação, viu-se saída.


CRIME

Daniela Reinehr é patética. Gasta dinheiro público como pífia posição estadual que, cheia de regalias pelo contribuinte, mostra-se incompetente descaradamente. Pensa que não discutir seu crime constitucional, muda algo. Apenas piora.


CERTO

Como Daniela é a cobra no colo de Carlos Moisés, o zumbi da Casa d’Agronômica sabe que é hora de fazer carinho na naja porque, cuspideira, mira nos olhos da Alesc. Moisés precisa dela nesta simbiose. Quando caírem, mordem-se.


MAIS

Moisés sabe que foi Daniela Reinehr quem passava as informações sobre suas trapalhadas administrativas. E guardou aquela carta-desabafo, escrita por ela e cheia de ódio, no bolso de trás. Para que fique perto de onde merece.


CRIMINOSOS

O aumento dado aos membros da PGE é um pedaço do todo que este governo patético criou em SC. Moisés e Daniela são o erro sobre outros. Cassar o mandato deles é um respiro para SC. Quando Dilma caiu, o bombeiro e Garganta Profunda sambaram.


SOCORRO

Daniela fala mal de todo mundo, inclusive do titular que deu-lhe governadora interina. Insatisfeita, mexe violentamente o rabo como a Cuca traidora de Monteiro Lobato, arrastando seu ódio contra todos.


CAMUFLADA

Passando de cordeira, Daniela Reinehr é ora a jacaré perversa do Sítio do Pica Pau Amarelo, ora abutre no galho à frente da janela do Casal na Casa d’Agronômica. Olha a carne de Carlos Moisés. Afia o bico para furar o estômago do bombeiro.


LONGE

Moisés foi correr a estrada motivado por estar chegando ao cadafalso. Convenceu-se de sua saída e já falou que não vai só. O mesmo veneno que Daniela mordeu sua panturrilha, recolheu às presas. Acumula para expelir à altura.


RITO

Os deputados vão continuar trabalhando e seguindo a Constituição estadual. Iluminam-se no que manda a Lei e não vão sair uma vírgula. Se Daniela ataca a Mesa, une-os nas intenções. A liturgia está quase para ser lida. Ambos sabem da queda.


ELAS

Paulinha é a heroína que Carlos Moisés vai ficar devendo 17 vidas no futuro. Se a brizolista trabalha 24h para salvar o governo, a vice o dobro disso para esmagar o titular. Garganta Profunda é perversa e sem escrúpulos.



Palhoça Você em Dia - Mobile
Covidômetro - Florianópolis - Julho
Alesc - Julho
Radial Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro