Close Menu

Busque por Palavra Chave

Municípios catarinenses solicitam ao Estado mais recursos para Assistência Social

Por: LÊ NOTÍCIAS
03/09/2020 10:44
Letícia Povoas/Fecam Reunião com Secretaria de Estado da Fazenda, na terça-feira (1º) Reunião com Secretaria de Estado da Fazenda, na terça-feira (1º)

O aumento das demandas na Assistência Social dos Municípios desde o início da pandemia do Coronavírus, levou representantes da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) e o Colegiado Estadual dos Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas) a se reunirem com o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, na terça-feira (1º).

O grupo formado pelo presidente da Fecam e prefeito de Rodeio, Paulinho Weiss, pela 1ª secretária do Executivo da entidade e prefeita de São Cristovão do Sul, Sisi Blind, o presidente do Coegemas e secretário de Nova Itaberaba, Luan Maciel e outros representantes municipalistas conversou com o secretário sobre a possibilidade de novos repasses para a assistência social dos municípios.

“Nós viemos fazer um apelo para o secretário para que, ainda no decorrer desse ano, pudesse alocar recursos tanto para manutenção dos serviços socioassistenciais, como em benefícios eventuais, porque temos essa demanda lá na ponta onde a população tanto necessita”, explica o presidente da Fecam.

Excepcionalmente neste ano, o Estado repassou aos municípios, para aplicação na Assistência social, duas parcelas de R$ 7,5 milhões cada, como recursos extraordinários. A solicitação municipalista é para que, considerando os recursos federais liberados para Estados e municípios para as políticas de Assistência Social e para a Saúde pela LC nº 173, o Estado libere da sua parte mais uma parcela de R$ 7,5 milhões para ser utilizada nos equipamentos do Sistema único de Assistência Social - SUAS, como Cras, por exemplo.

“O pedido se justifica porque houve um aumento significativo de famílias acessando os benefícios eventuais e serviços, para fortalecimento de vínculos familiar e comunitários, em função do próprio isolamento social, que pode ser espaço protetivo, mas também de violação de direitos”, explica o presidente da Fecam, em ofício enviado ao secretário de Estado.


Outras Notícias
Semasa Itajaí
Criciúma 2024
Alesc - Novembro
Câmara Floripa
Unochapecó
Prefeitura Floripa Abril
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro