Close Menu

Busque por Palavra Chave

Desgastado completamente; Impeachment sobre outros; A melancólica trajetória do caos; Vinicius Lummertz e o futuro

Por: Marcos Schettini
04/09/2020 11:33
Divulgação

Criatividade, esforço e futuro

Enquanto Carlos Moisés demonstra sua incompetência política em todas as direções, o país vai discutindo rumos de retomada econômica e aceleração na busca do desenvolvimento. Carlos Moisés tagarela, os demais trabalham. Vinicius Lummertz, um gracioso quadro do turismo mundial, reuniu em discussões online, a nata nacional para encontrar soluções e investimentos na indústria turística. Lummertz foi homenageado como Destaque do Turismo Nacional de 2020 mesmo em meio às incertezas que o ano representou. Como cientista político, ex-presidente da Embratur e ministro do Turismo em 2018, sabe que o futuro é discutir, agora, exemplos de sucesso na área e promover networking porque 2021 está aí e precisa ser explorado com graça e visão. O secretário de Turismo de São Paulo sabe onde é a porta para a entrada do investidor e explodir positivamente o setor, seja em eventos ou negócios, fazendo São Paulo acontecer. Quando se tem vontade, tudo vai. E SC nem tem Secretaria de Turismo.


DESGASTE

Carlos Moisés é um grande professor de relacionamentos anti diplomáticos. Exerceu isso durante todo seu governo e, sem poder dar um só exemplo de amizade, acusa o Legislativo de jogá-lo contra o cidadão.


NÃO

Caos Moisés deve estar sob algum efeito de chá levado por Jorge Tasca. Desgaste é, do Aurélio, alteração ou redução da forma, por fricção ou atrito; corrosão. Consumição pelo tempo, pelo esforço; destruição, envelhecimento, ruína.


CEREJA

Não é a Alesc quem está desgastando Moisés e sua patética vice, mas a fraude eleitoral de 2018. Todos os pedidos de impeachment que tem recebido, é sua colheita de tropeços. O governador é a cobertura do caos.


FRAGILIDADE

Embora já esteja, neste momento, sob investigação da PF, sua vizinha, o governo de SC já terminou. Moisés e Daniela Reinehr, cada um à sua moda, destruíram o Estado e não há mais como permanecerem no Executivo.


TORRADO

Fritado em fogo alto, o bombeiro não consegue apagar as labaredas que entram em suas entranhas como um maçarico. Aquele que sua trupe utilizou para arrombar o Cofre de Erário da Silva em R$ 33 milhões.


MAIS

Não foi a Alesc quem mandou colocar tornozeleira ou cassar os passaportes dos seus secretários e um bando de aloprados que seguiram suas ordens. Os deputados, desprezados, são apenas porta-vozes do cidadão.


CANSATIVO

Respirando por aparelhos fantasmas, a dupla dos patéticos, titular e sua vice são, em tese, a maior fraude eleitoral de SC. Já cansaram tudo e todos. O tempo perdido com ambos é irrecuperável. Tchau para eles.


GADANHO

Os deputados, tratados como ninguém, são os gritos contidos do agronegócio, das entidades empresariais, de quem raciocina na busca pelo melhor futuro. Agora é arrancar o inço e jogar para fora imediatamente.


MANDRÁGORAS

Moisés e Daniela Reinehr vão gritar quando forem arrancados, mas como em Harry Potter, ninguém vai dar a menor atenção. O cidadão quer uma SC ativa, protagonista, forte e decisiva como sempre foi.


EQUIVOCADO

O governador imagina que os pedidos de impeachment, um balaio deles, são para desgastar seu governo. Não é isso. É para tirá-lo do Poder mesmo. Talvez não saiba, mas o instrumento é para cassação. Apenas.



Semasa Itajaí
Alesc - Novembro
Unochapecó
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro