Close Menu

Busque por Palavra Chave

Carlos Moisés só; Daniela Reinehr sua vilã; A derrota da soberba; Ontem humilhados, hoje algozes; O início do fim

Por: Marcos Schettini
29/09/2020 11:46
Julio Cavalheiro/Secom

Os vilões de Carlos Moisés

Não adianta o governador apontar o dedo para as pessoas erradas. Ele já foi indicado erroneamente no 2° turno de 2018. Nunca trabalhou para merecer o Poder que desperdiçou. Chama os deputados de golpistas e os membros do TJ de perseguidores. Mas erra como sempre. Seus vilões foram sua arrogância e soberba, as escolhas feitas na rota contrária ao bom senso. Seus açoites saíram de Douglas Borba, Helton Zeferino, PGE, Respiradores, Hospital de Campanha, Samba, Suor e Cerveja, Daniela Reinehr, Gonçalo Pereira e toda a trupe de tolos que o cercam. Foi ignorar a posse da OAB de Rafael Horn, vender as aeronaves sem conhecer municípios e a Fecam, ofícios enviados por motoboy aos membros do TJ e Alesc, foi o agrotóxico e a apneia que o fez morrer sem ar. Fez a um furacão de energia 5, o pior deles, para jogar seus sonhos no campo da destruição. Foi o melhor líder de terremoto político. Incomparável e insuperável.


DERROTADÍSSIMO

Carlos Moisés teve todas suas ações jurídicas dissolvidas e, portanto, abandonado completamente. Sente na carne os erros de sua estupidez governamental e as punhaladas da vice dentro do quintal.


PERGUNTA

Aquela patética manifestação de domingo, com carros identificados com balões de festas sobre os veículos, foi outro erro que nem mesmo o amigo do Mickey nunca faria. O assessor que sopra estas tolices no ouvido de Carlos Moisés, é muito ruim.


VALENTE

A única posição certa que Carlos Moisés falou em todo o seu governo foi afirmar que nunca vai renunciar. Isso seria ele cuspir na caserna. Seria deposto como um covarde, saindo pelo ralo da história. Se é para tropeçar, que seja como homem e não rato.


ESQUEÇA

Não seria possível imaginar que o governador olha para sua patética vice-governadora como se ela fosse sua fiel amiga de todas as horas. Foi ela quem passava as informações que jogou-o neste inferno em que se encontra.


MAIS

O marido de Késia é um líder míope, um tolo, diria Napoleão, não o de Blumenau, mas o Bonaparte. Foi sua parceira de chapa quem levava as informações para vazar e fulminar sua estabilidade. Aquela carta elaborada e muitas mais, diz da personalidade de Daniela.


REAL

A única Daniela, verdadeira nisso tudo, é a praia. Chamada de Garganta Profunda, a vice se assemelha a Mark Felt, o homem do FBI que passava informações aos jornalistas Bob Woodward e Carl Bernstein, do Washington Post, dando as entranhas do governo de Nixon, que gerou sua queda.


POSIÇÃO

Ao renunciar, Carlos Moisés entregaria o governo às punhaladas recebidas pela vice patética. Portanto, sua coragem para ficar até o final, mostra que ele sabe disso. Seu erro foi apostar demais na perversa parceira que quis seu lugar em um jogo de mentiras e enganações.


MORTO

A entrevista que concedeu aos jornalistas Moacir Pereira, Márcia Dutra e Paulo Alceu, foi fúnebre, de corpo presente. Exalando odor, sua visita ao grupo ND é tardia porque, ao longo do governo, nunca foi sua emissora preferida. Depois disso, o féretro desceu o Morro da Cruz.


SAMBA

Quando viu-se rebolando nas rodas de pagode, cantando músicas em festas onde se apresentava como se tudo estivesse indo bem, Carlos Moisés ria ao ignorar os Poderes paralelos que, hoje, são seus julgadores no Tribunal de Cassação.


SUOR

Com sudorese noturna, molhando a cama que seus antecessores igualmente ignorados dormiam, Moisés passa noites a fio com a insônia que produziu. Perambula pelos cômodos da Casa d’Agronômica aguardando suas últimas horas de inquilino.


CERVEJA

Produtor do que consome, Carlos Moisés embebedou-se do Poder que os 71% dos votos desmerecidos e que recebeu sem trabalhar, nas hostes de enfrentamento com os Poderes Judiciário e Legislativo. São estes mesmos que o apeiam da arrogância e soberba.



Palhoça Você em Dia - Mobile
Covidômetro - Florianópolis - Julho
Alesc - Julho
Radial Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro