Close Menu

Busque por Palavra Chave

Memórias do Campo | Dia do Professor

Por: Luiz Dalla Libera
15/10/2020 10:02 - Atualizado em 15/10/2020 10:13

No dia 15 de outubro é comemorado o Dia do Professor, uma das profissões mais interessantes, porém, que são pouco reconhecidas. Embora, se não houvesse professor, não seríamos nada na vida e em nossos trabalhos, na totalidade, pois até os papas para chegarem lá precisaram dos educadores. Isso também ocorre com as altas autoridades, inclusive no Jornal Lê NOTÍCIAS, em que colaboro com as colunas.

Nesta ocasião, também quero homenagear os médicos, profissionais cujo dia de homenagem é dia 18 de outubro. O primeiro passo para ser um diplomado médico é o ensino fundamental e médio, depois, ingressar na graduação de Medicina e por fim, a especialização. Conheço um médico de Xanxerê que já fez mais de duas mil cirurgias, e que agora estava fazendo cursos de especialidade.

Estou bem de memória, em 1951 comecei a estudar na linha Limeira, atual Xaxim, mas que ainda pertencia a Chapecó. A sala de aula era a Igreja e a professora era Rita Giacomini, que morava onde fica o sítio do Dr. Cezar Fonini. O transporte era a cavalo, as aulas eram seis dias por semanas, porém, aos sábados, o horário era reduzido, que dava a média de 210 dias. Em 1955, estudei na EEB Gomes Carneiro, nunca faltei aula e ao final daquele ano, fechou 210 dias letivos.

Hoje, dizem que as professoras são como uma segunda mãe ou pai. A professora Rita Giacomini, era mãe e catequista da turma da minha primeira eucaristia, que não era catequese. Ensinava o catecismo e preparava-nos para o dia da primeira eucaristia, isso foi um trabalho de gratificação.

No início da década de 1950, a Educação em Xaxim existia uma boa ligação com a religião católica, que era a única por aqui, a não ser a Adventista do Sétimo Dia. Por isso, os professores pediam, aos domingos, para ir à missa na segunda-feira, e a irmã, a diretora Carmem Welter, fazia visita na sala e perguntava, "quem não foi à missa e por que não foi?". Os que responderam que foram à diretoria sempre ia na conversa da mentira, em segredo. Alguns eram julgados quando ela pedia "qual foi o padre que celebrou a missa?".

Muitos professores que lecionavam no interior e percorriam a mesma distância ou mais da professora Rita, entre seis a oito quilômetros. Algumas tinham a distância de mais longe. Aquelas vagas eram ocupadas por professores que se hospedavam em casas de famílias de segunda a sábado, na ida e na volta era a pé, mas algumas haviam alguns irmãos que levavam e buscavam a cavalo.

Na sala de aula, era um trabalho difícil comparando com hoje. Elas tinham que atender quatro classes de primeira à quarta série. No livro de presença, constava Escola Mista Municipal de Linha Tal… Todas as professoras que lecionaram no interior, sem perder tempo também a valorizar as da área urbana, seja pública ou particular, as do interior foram verdadeiras heroínas em amor à sua missão de trabalho.

Nes coluna em homenagem ao professor, não posso deixar de admirar uma ilustre professora que vivia no Centro de Xanxerê, em 1982, a aposentada Ana Figueiró Aguiar. Ela lecionou na linha Serrinha e o transporte era de ônibus da Auto Viação Xanxerê, o desembarque era próximo à Polícia Rodoviária Federal na minha entrada e tinha mais três quilômetros de estrada de chão a percorrer. Tinha que abrir porteiras de potreiros. Assim mesmo, conseguiu encerrar o ano sem fazer nem uma falta. Na noite de encerramento, foi um coquetel bem acompanhado de doces e salgadinhos, eu era o presidente da escola e pedi aos outros, pelo bom desempenho de trabalho frequente, não é apenas uma festinha que a professora merece, vamos dar um pequeno presente de profissão e recordação uma linda caneta.

Bem que eu poderia ter mencionado a minha filha, que é professora de matemática, atua há muitos anos no Colégio La Salle, mas se não fosse essas baluartes professoras, hoje não haveriam os nobres educadores, de escolas públicas e particulares. As professoras que lecionavam no interior não exerciam o cargo só de dar aula, porém, também era responsáveis como diretoras, junto com as diretorias, nas reformas e conservação dos imóveis e nas promoções, a fim de conseguir fundos.

Sou ciente disso, porque participei de suas diretorias de escolas públicas, que são isoladas, a escola da linha Limeira e a da linha Serrinha, em Xanxerê.


Alesc - Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro