Close Menu

Busque por Palavra Chave

O que realmente importa?

Por: Júnior Chisté
04/05/2017 10:53 - Atualizado em 04/05/2017 10:54

Pense rapidamente em quantas pessoas que você conhece que realmente aproveitam a vida, daqueles que não são acumuladores de dinheiro e nem pensam que vão viver por 300 anos. Quantos?

Uma, três pessoas? Difícil não? Afinal o que é "aproveitar a vida”?

Se fizesse aqui uma enquete, teríamos centenas de respostas.

Para uns é ficar o tempo todo sem fazer nada, outros é viajar mundo afora, talvez para outros é ter o carro, a casa, as melhores grifes do mundo para calçar e vestir.

Pois bem, quero hoje fazer algo que faço em alguns treinamentos que realizo em empresas e quando necessário em minhas sessões de coach.

Imagine que a partir deste exato momento você fosse jogado em um novo mundo, totalmente só, sem a sua própria roupa do corpo, sem uma gota do seu melhor perfume, sem uma só joia, sem absolutamente nada. Nu dos pés à cabeça! É você e esse novo mundo, você está olhando para todos os lados e somente pode ver ao longe o horizonte, ao seu lado somente areia, deserto, parece ser areia, um terreno diferente, não há árvores, água, animais. Você grita e só ouve o próprio eco de sua voz.

Você não possui absolutamente mais nada, perdeu tudo.

Pessoas, dinheiro, status, suas roupas de grife, seus animais de estimação, seu sofá e seu televisor de 90", seu travesseiro e a sua coberta preferida, tudo, se olhar direito nem os pelos do próprio corpo você possui.

Eis que de repente surge uma voz, como se fosse um trovão lhe propondo algo surpreendente.

Você olha para os lados, tenta verificar de onde vem esse som, nada consegue ver, então somente ouve calado, chorando...

- A partir de agora você terá três pedidos pra fazer. Serão somente esses três. Lembrando que nada pode ser feito em conjunto. Por favor, peça e será atendido.

A maioria das pessoas assim responde:

Desejo número 1: voltar ao meu mundo;

Desejo número 2: ter minha família de volta;

Desejo número 3: prestar mais atenção nas pessoas e menos nos objetos supérfluos.

Faça você também e descobrirás o que realmente importa; o que realmente trás satisfação e faz toda a diferença em sua vida.

Felicidade? É toda vez você abraça sua esposa e seus filhos.

Pseudo-felicidade é quando toda a vez você busca algo, consegue, e logo continua buscando mais e mais... Quem sempre segue buscando é porque jamais vai encontrar algo.


Palhoça Você em Dia - Mobile
Covidômetro - Florianópolis - Julho
Alesc - Julho
Radial Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro