Close Menu

Busque por Palavra Chave

Daniela vence a soberba; A derrota da arrogância; Moisés acabou; A mulher que chegou devagar; A reversão

Por: Marcos Schettini
24/10/2020 09:20
Bruno Collaço/Agência AL

Reversão da reversão

Nunca uma composição de letras como o #danielafica foi tão verdadeiramente eficiente. Se Carlos Moisés foi fazer cerveja e tocar violão, Daniela Reinehr foi se representar, no comando dele, comendo o mingau rejeitado. Ela foi ao Jair Bolsonaro, que ele ignorou. Na Fiesc e Fecomércio nunca respeitado, nos gabinetes jamais observados. A governadora de agora, ganhou o assento pelo merecido comportamento de inclinação que buscou com coragem, repassou o bastão patético demonstrado a quem, de fato, sempre foi. Ele, e não ela, era o parceiro do Mickey. Se o Satélite observou nela esta condição, foi na expertise dela que arrancou o Estado para suas mãos. Levou informações ao estilo Garganta Profunda e se valeu disso para chegar onde se encontra. A política e a justiça, como se observa, sempre andaram lado a lado. Se o patético Carlos Moisés não viu isso, ela olhou tudo. É o poste urinando no cachorro.


GUERREIRA

A agora governadora de SC, vitoriosa e valente, assume e deverá permanecer no cargo. O ex-titular, defenestrado da função, mostrou a covardia que sua ex-vice nunca nutriu. Desde o começo se apresentou destemida. Seja pelo voto ou não, está onde merece.


VALENTIA

Se ela assume o comando dos catarinenses, foi muito mais por enfrentar com coragem o ninho de cobras que pela isenção na questão dos procuradores. Interina naquele momento, deu a volta mais pela firmeza demonstrada que pela participação por osmose.


RESPEITO

O Satélite manifesta-se inclinado muito mais à valentia demonstrada pela governadora que por sua altura de articulação. Foi sua coragem de empurrar o ex-parceiro para o abismo que salvou sua ocupação. Destemida.


CANSATIVO

Se o ex-governador levou todo o processo com orgulho e soberba, a governadora com humildade de permanecer sentada 15 horas consecutivas, sem demonstrar o peso disso, olhando no rosto de cada um, no seu canto com assessores.


DESCONFORTO

Sem poder falar nada, em silêncio, Daniela Reinehr permaneceu sentada, escutando e, muitas vezes, demonstradamente orando, sujeitando-se na mesma posição, em uma força sobre humana que, duvida-se, Moisés se prontificaria.


PARABÉNS

Venceu mais a humildade que o crime praticado por osmose. Ela suplantou a arrogância impressa no ex e garantiu seu estilo próprio. Tornou-se referência de fé, mulher e simplicidade. Embora tenha muito a demonstrar.


CONVERGÊNCIA

À medida que foi à Alesc se inclinar ao bom senso da relação de respeito que seu ex-parceiro de 2018 sempre negou, Daniela Reinehr quebrou o iceberg que estava abaixo do nível de visibilidade. Levou o resultado pela humildade demonstrada.


LOUVOR

O Satélite nunca acreditou que a ex-vice-governadora escaparia da decapitação. Ela senta na principal Cadeira de SC e, silenciosa, deverá se encontrar com o ex-titular. Se não vai pedir que saia da Casa d’Agronômica, espera que, de si mesmo, Moisés tome a iniciativa.


ACABOU

Carlos Moisés nunca mais volta para o assento que desperdiçou. De onde se encontra agora, espera-se que olhe a antiga subordinada como seu subalterno e entregue as chaves da Moradia Oficial a quem é de direito constitucional. Imediatamente.


HARMONIA

Daniela Reinehr vai tratar Carlos Moisés com o respeito que ele, em relação a ela, sempre ofereceu. Ele, mais por preguiça de estar em eventos, enviou-a às atividades que sempre se negou conviver. Erro grave, ela ganhou a simpatia que nunca ofereceu.


CAMPEÃO

Sargento Lima leva o caneco da conquista. Presidiu a CPI dos Respiradores, votou contra ambos na admissibilidade do pedido de impeachment e, no gongo, tirou o oxigênio dele e ofereceu a ela. Se ninguém faz isso, ele conseguiu.


INCLINAÇÃO

Possa ser que a ida, de surpresa, da ainda vice-governadora de SC nas dependências da presidência da Alesc esta semana, tenha sido o grão-de-areia que faltou cair na ampulheta e tenha salvo seu pescoço do gadanho. Daniela Reinehr fez tudo certo nos erros do ex.



Semasa Itajaí
Alesc - Novembro
Unochapecó
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro