Close Menu

Busque por Palavra Chave

Quadro das principais cidades de SC; Jorginho já costura 2022; O silêncio de Gelson Merisio; Eleitor quieto em qualquer lugar

Por: Marcos Schettini
10/11/2020 10:31
Divulgação

Campanha silenciosa assusta em Chapecó

Vários são os recados que o eleitor tem enviado na Capital do Oeste. A passagem de Jair Bolsonaro pela terra dos frigoríficos, não alterou o favoritismo de João Rodrigues do PSD que lidera as pesquisas, mas é atacado em vídeos e pelas redes sociais sobre seu passado político negativo e positivo. Cláudio Vignatti está correndo para se manter em igualdade com Cleiton Fossá que são da mesma célula de militância do PT. A divisão fortalece o projeto de retorno de João depois de tropeçar na perda do mandato de federal em 2018. O candidato Granzotto, do Patriota, não foi recebido pelo presidente da República em uma demonstração de fragilidade de Caroline de Toni que, tira muita foto e mostra zero em articulação. Marcio Sander, em uma campanha pelo meio, sem atacar, faz a rota da tranquilidade. Dando certo, assume, se não, faz um projeto bonito para o futuro. Jovem e determinado, passa seriedade e domínio do raciocínio. Sem se misturar, faz da experiência os passos. Os demais, sem demérito, não valem um raciocínio melhor.


JOINVILLE

Vai amadurecendo a ida de Darci de Matos e Fernando Krelling para o 2° turno se confirmarem as leituras que as duas chapas têm feito em suas estratégias. Uma ala municipal está investindo para que um deles fique fora, empurrando um 3° nome entre Tânia Eberhardt e Adriano Silva.


CENÁRIO

Adriano Silva sempre foi o candidato de Udo Döhler como coringa. Ele aposta em Fernando Krelling para olhar 2022 pelo MDB, mas se o projeto não ser certo até quinta, vai jogar pesado para fritar o deputado estadual. O prefeito de Joinville joga para salvar a própria pele.


MAPA

O candidato do Novo é uma espécie de outsider sem ligação com o cinturão operário popular. É um legítimo representante da elite e fala nesta linguagem. Se soltar Adriano da Catarinense em qualquer bairro de Joinville, ele não sabe voltar para o Centro.


ELA

Tânia Eberhardt tem a história que falta a Adriano Silva na vida pública. Vereadora, foi secretária na prefeitura e no Estado. Tem mapa e conhece o cidadão. Pode ser um coringa mais real que Adriano por ter mais cara de povo. O candidato do Novo é um quadro do bem, mas sem identificação.


BLUMENAU

A eleição na terra da cerveja é de ruptura com o passado. Se Mário Hildebrandt mantiver a altura eleitoral que tem demonstrado, vai suplantar João Paulo Kleinübing ainda no 1° turno. Se isso não ocorrer, o prefeito do Podemos leva o pleito de lavada no 2° turno.


ELES

Ivan Naatz (PL) e Ricardo Alba (PSL) disputam um pleito de demarcação territorial pensando em 2022. Já JPK vive um dilema eleitoral complicado. Se perder a eleição no 1° turno, não é impossível ocorrer, ele fragiliza-se para 2022 em qualquer cenário. Se perder, ex-deputado errou no time.


CONTROLE

Caso Gean Loureiro carimbe o repeteco de 2016, suplantando Angela Amin novamente, ganha luminosidade para 2022 e controle pleno do Democratas de JPK. O prefeito de Florianópolis assume o campo de jogo abrindo um fosso para o presidente do DEM em SC.


BALNEÁRIO

Na terra de Fabrício Oliveira, se der tudo errado, o atual prefeito do Podemos ganha o processo eleitoral na divisão insensível entre Auri Pago (PSDB) e Edson Piriquito (MDB). Ao dividirem o mesmo campo, deixaram o mandatário da cidade jogar sinuca só.


REAL

A briga por egos entre PSDB de Pavan e MDB de Dário Berger, fortalece o projeto de reeleição de Fabrício Oliveira. O prefeito da badalada cidade joga com força em seu projeto de deputado estadual em 2022 ao lado de Paulinho Bornhausen a federal no retorno à vida pública.


JARAGUÁ

Antídio Lunelli e seu vice não param de trabalhar, mas o jogo sucessório na terra da WEG e das grandes marcas mundiais, consolida a reeleição. Não pela força econômica, mas a identificação do prefeito do MDB com um governo austero e enxuto. Firmando nesta busca, quer o Estado.


LEITURA

Todo o processo político em torno de Antídio Lunelli é o cenário de 2022. Ganhando, vão trabalhar a construção deste alcance e esquecer Joinville no jogo. Udo Döhler, em qualquer cenário, Fernando Krelling ou Adriano Silva, atrapalha Jaraguá na busca estadual.


SUFOCO

Antônio Ceron e Carmen Zanotto travam uma batalha política em Lages que só depois de domingo poderá se saber o desfecho. A parlamentar do Cidadania e o prefeito do PSD olham em direção contrária. Ela a prefeitura, ele a estadual em 2022.


RETOMADA

Para Raimundo Colombo voltar a pensar nas urnas em 2022, precisa que Antônio Ceron vença em Lages. O ex-governador está sufocado com a perda do mandato em 2018 para Jorginho Mello, que apoia Carmen Zanotto pensando justamente na cadeira de governador.


CORRENDO

Por isso que Colombo fez um roteiro pelo Oeste em busca de apoio. Conta com João Rodrigues para prefeito porque quer olhar o Senado ou a cadeira de federal. Para chegar ao Congresso, Raimundo vai ter que alinhavar forte e fazer Ceron chegar. Se perder em Lages, diminui-se.


CRICIÚMA

Clésio Salvaro consolida sua liderança e pode fazer a maior votação da história municipal. Tem na deputada federal e presidente do PSDB o apoio pleno. Geovania de Sá vive seu melhor momento político e olha o prefeito da terra do carvão como retorno consagrado em 2022.


LIMITADA

Júlia Zanatta buscou o apoio de Jorginho Mello para fortalecer seu projeto em busca da prefeitura, mas não deu certo. Embora casada com Bolsonaro, desnutriu. A candidata do PL não tem um histórico de ações públicas que o eleitor busca. A eleição de 2020 não tem nada a ver com 2018.


CORAJOSO

Rodrigo Minotto disputa em Criciúma uma eleição a prefeito com a tranquilidade que marca sua personalidade política. Leve e leal aos princípios do que acredita, o deputado estadual tem o melhor programa eleitoral na TV e rádio. Mas sabe seu tamanho olhando 2022 como alcance.


SERENIDADE

Até os adversários do deputado Minotto reconhecem seu modo político de ser pela tranquilidade e leveza demonstrada. O parlamentar do PDT marca para o futuro seu desejo de ser prefeito de Criciúma e, desenhando nesta direção, fez uma campanha com proposta. Sai vitorioso do pleito.


GARFADA

Joares Ponticelli afunila sua vitória política em Tubarão e personifica um projeto de poder que, dando certo, vai buscar dentro da majoritária de 2022. Vai construir este traçado na linha adotada em 2014 quando foi vice de Paulo Bauer. Por milésimos, não foram para o 2° turno derrubar Colombo.


SÃO JOSÉ

Coletivo de Luizinho, incrivelmente assustados com as bobagens que ele fala, também reconhece as maluquices do tucano. Já observam que, diante disso, o candidato de Adeliana Dal Pont cresce nos altos índices de aprovação administrativa. Orvino de Ávila arrancou positivo sobre o PSDB.


ELES

Roberto Salum ganha força diante das trapalhadas do deputado federal do Republicanos que, com seguranças armados, apontaram armas na cabeça de populares. O candidato do Patriotas, também da segurança pública, vai adiantando Fernando Anselmo.



Semasa Itajaí
Alesc - Novembro
Unochapecó
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro