Close Menu

Busque por Palavra Chave

Vieses e consensos | Alta do dólar e queda da popularidade

Por: Ralf Zimmer Junior
03/12/2019 14:55
Tamanho da fonte: A A

Inimaginável que em menos de 1 ano o governo de Jair Bolsonaro sofreria tantos reveses. A queda de braço que rachou seu partido entre o PSL de Bivar e agora o Aliança pelo Brasil, de Jair. Os contornos sugestivos de investigações criminais que envolvem sua prole. A capacidade de produzir crises irreais e desnecessária por verbalização de asneiras agora começa a encontrar concorrente à altura de derreter qualquer governo: a economia.

Certo que Jair não herdou nenhuma pujança, mas daí a imaginar o fechamento do primeiro ano de governo com a maior alta da história, nem mesmo os maiores pessimistas e adversários imaginavam ou desejassem. Os fatores externos bem verdade não são dos melhores.

Queda de braço entre chineses e norte americanos fizeram de 2019 um ano tenso e amarrado no comércio exterior, retraindo toda a economia mundial. Os desafios estruturais e os gargalos internos para competitividade (carga tributária e logística) necessitam um olhar especial e sobretudo ações, já que a decantada Reforma da Previdência não foi mais que um sopro no deserto (esquentando ainda mais a chapa de quem está na base do sistema: o pobre!).

2019 caminha para o fim, o Tsunami de 2018 já sofreu repuxo, e 2020 acena logo ali bem menos fagueiro e promissor que outrora exibido 2019. Cai a popularidade e aumenta o dólar. Quem sabe exsurjam das commodities nossa humildade criatividade “made in Brazil again"?!


Sicoob 2018 - Home
Vederti Chapecó
Rech

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Lê Notícias - Informando você para construir cidadania

Fundado em 06 de maio de 2010, o Lê NOTÍCIAS circula no formato standard em cidades estratégicas de Santa Catarina

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro